segunda-feira, 13 de junho de 2022

CRAQUES DO PASSADO: Ceninho


NOME COMPLETO: Avatênio Antônio da Costa

POSIÇÃO: Atacante

LOCAL E DATA DE NASCIMENTO: Ituiutaba (MG), 13 de junho de 1933

 

CARREIRA:

 

Siderúrgica - MG (1950-1952)

Fluminense - RJ (1953-1954)

Guarani - SP (1955)

América - RJ (1955-1956)

 

Vitória - BA (1957) (*)

(*) Em 1957, sagrou-se campeão baiano pelo Vitória. Nesse mesmo ano, jogou pela Seleção Brasileira contra o Chile, pela Taça Bernardo O’Higgins (a seleção brasileira foi representada pela seleção baiana).

Em 28 de agosto de 1957 a Confederação Brasileira de Desportos confirmou o convite à Federação Baiana de Futebol para representá-la na disputa da Taça Bernardo O’Higgins, disputada de dois em dois anos entre Brasil e Chile. Logo no dia seguinte, foram convocados 22 jogadores. Dentre eles estava Ceninho. A partir de 30 de agosto tiveram início os treinos da seleção contra os clubes locais. O último treino se realizou em 8 de setembro e, no dia 10, a delegação viajava para Santiago, composta por 18 jogadores. No dia 15 de setembro, no Estádio Nacional, o Brasil enfrentava o Chile. A equipe chilena venceu por 1 x 0. Este foi o único jogo de Ceninho com a camisa da Seleção Brasileira.

 


Internacional - RS (1958-1959)

Braga - Portugal (1960-1961)

Audax Italiano - Chile (1962)

Cruzeiro do Sul - DF (1962-1963)

Rabello - DF (1964-1965)

 

Treinador do Grêmio Esportivo Brasiliense em 1976.

 

TÍTULOS NO FUTEBOL DO DF:

Campeão brasiliense amador de 1963, pelo Cruzeiro do Sul

Campeão brasiliense profissional de 1964 e 1965, pelo Rabello

 

PRÊMIOS INDIVIDUAIS

“Seleção do Ano”, enquete realizada pelo jornal Diário Carioca-Brasília, em 1963

Quatro vezes convocado para defender a Seleção do Distrito Federal, duas em 1962 (1 x 1 Vasco da Gama-RJ e 2 x 2 Seleção de Goiás), uma em 1963 (0 x 0 Atlético Mineiro) e uma em 1964. Nesta última, marcou um dos gols da vitória do Distrito Federal sobre Goiás, por 2 x 1, em 21 de abril de 1964.

Artilheiro do campeonato brasiliense de 1963, com 10 gols.

 

Foi presidente de uma associação de técnicos de futebol de Brasília.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário