quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

DUELO: GAMA x CEILÂNDIA



Logo mais, no Bezerrão, além de estarem disputando a liderança do campeonato brasiliense de 2018, Gama e Ceilândia estarão se enfrentando pela 79ª vez em jogos válidos pelo campeonato brasiliense.
O histórico do confronto é o seguinte:

TOTAL DE JOGOS
78
%
VITÓRIAS DO GAMA
31
39,7
VITÓRIAS DO CEILÂNDIA
19
24,4
EMPATES
28
35,9
GOLS A FAVOR DO GAMA
108
59,3
GOLS A FAVOR DO CEILÂNDIA
74
40,7

A PRIMEIRA VEZ

A primeira vez que Gama e Ceilândia se enfrentaram foi no dia 6 de julho de 1980, no Bezerrão. Ainda comandado por Fantato, o Gama não teve dificuldades para vencer por 3 x 0.

GAMA 3 x 0 CEILÂNDIA
Data: 06.07.1980
Local: Bezerrão, Gama (DF)
Árbitro: Carlos Alberto São Tiago
Gols: Fantato, 19; Lino, 21 e 90
GAMA: Hélio, Paulo Frederico, Kidão, Junior e Carlão; Jairo, Luís Carlos e Boni; Lino, Fantato e Zu (Manoel Ferreira). Técnico: Jaime dos Santos.
CEILÂNDIA: Carlos (Édson), Renilton, Arlício, Toninho e Marquinhos; Teixeira, Adilson e Zé Vieira; Julinho (Risadinha), Messias e Zé Carlos. Técnico: Francisco Antônio da Silva (Chicão).

A primeira vitória do Ceilândia só ocorreria em 14 de agosto de 1983, no Serejão: 2 x 0.

AS MAIORES GOLEADAS

Em 15 de setembro de 1991, no Bezerrão, foi registrado o placar mais dilatado do encontro, 5 x 1, a favor do Gama, placar esse que se repetiu em 17 de março de 1996, no Serejão.
O Ceilândia nunca derrotou o Gama por um placar dilatado. O melhor resultado foi 3 x 0, em 20 de abril de 1986.

OS ÚLTIMOS CONFRONTOS

Nos três últimos anos (2015 a 2017), Gama e Ceilândia se enfrentaram três vezes, com uma vitória do Gama pela contagem mínima e dois empates (0 x 0 e 1 x 1), demonstrando bem o atual equilíbrio entre as forças.
Se considerarmos os dez últimos encontros, de 2010 até 2017, fica evidenciado também o equilíbrio: foram dez jogos, com quatro vitórias do Ceilândia, três do Gama e mais três empates.

OS LOCAIS DO DUELO

O Bezerrão, casa do Gama e palco do jogo dessa quarta-feira, foi o estádio mais utilizado no duelo. Foram 40 jogos. A seguir, vem o Abadião, onde o Ceilândia manda seus jogos, com a metade: 20 jogos. Serejão, em Taguatinga, com treze jogos, e o Mané Garrincha, com cinco, completam a lista de estádios que já receberam o duelo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário