quinta-feira, 24 de maio de 2018

ESTATÍSTICAS DO CAMPEONATO BRASILIENSE DA SEGUNDA DIVISÃO DE 2001


CLUBES PARTICIPANTES: 16.
JOGOS REALIZADOS: 123.
GOLS ASSINALADOS: 330.
MÉDIA DE GOLS POR JOGO: 2,7.
MELHOR ATAQUE DO CAMPEONATO: Brasília, 37 gols a favor em 18 jogos.
PIOR ATAQUE DO CAMPEONATO: Samambaia, 2 gols em 13 jogos.
MELHOR DEFESA DO CAMPEONATO: Metropolitana, 13 gols em 16 jogos.
PIOR DEFESA DO CAMPEONATO: Samambaia, com 32 gols em 13 jogos.
MELHOR SALDO DE GOLS: Brasília, com 19.
MAIOR NÚMERO DE VITÓRIAS: Luziânia, 12.
MENOR NÚMERO DE VITÓRIAS: Samambaia, 0.
MENOR NÚMERO DE DERROTAS: Brasília, 2.
MAIOR NÚMERO DE DERROTAS: Samambaia, 12.
MELHOR ÍNDICE DE APROVEITAMENTO: Luziânia, com 70,4%.
PIOR ÍNDICE DE APROVEITAMENTO: Samambaia, com 2,6%.
MAIOR GOLEADA DO CAMPEONATO: 02.09.2001, Metropolitana 7 x 0 Samambaia, no estádio da Metropolitana.
JOGO COM MAIOR NÚMERO DE GOLS MARCADOS: 02.12.2001, Brasília 6 x 2 Ceilandense, no estádio da Metropolitana.

Giovani
PRINCIPAIS ARTILHEIROS:

1º - Giovani (Luziânia), 19 gols;
2º - Victor (Brasília) e Alysson (Metropolitana), 10
3º - Kako (Brasília), 8.

GOLEIRO MENOS VAZADO:
Ronaldo Melo da Silva (Aranha), do Ceilandense, que sofreu 10 gols em 14 jogos.

TAÇA DISCIPLINA:
Esporte Clube Dom Pedro II, com média de 7,3 pontos negativos em toda a competição.

Nota:
No grupo que foi campeão com o Brasília os destaques foram o goleiro Cláudio, os zagueiros Emerson (que depois passaria por vários grandes clubes do Brasil e chegaria a ser convocado para a Seleção Brasileira) e Padovani, os meias Goeber, Wesley e Didão e os atacantes Fábio e Victor. Todos eles passariam a titulares do Gama pouco tempo depois. O técnico do Brasília foi José Lopes de Oliveira, o Risada.

Raimundo Lôpo
ÁRBITROS QUE MAIS ATUARAM:

1º - Paulo César de Sena, 14 jogos;
2º - Edson Anunciação, 11;
3º - Mauro Martins, 10;
4º - Almir da Silva, 9;
5º - José Renê Costa Galdino, 8;
6º - Everaldo Maciel, Sérgio Santos e Aridelson de Almeida, 7;
7º - Raimundo Lôpo, Paulo Renato Viana Coelho, Jocilê Pires e Nivaldo Nunes de Souza, 6;
8º - Wilton Sampaio, Adir de Oliveira, Alan Rodrigues e Maria Jaqueline Cammarota, 5;
9º - Juarez Abrantes e Francisco Trajano, 2; e
10º - Eremilson Xavier Macedo e Mauro César, 1 jogo cada.


Abadião
ESTÁDIOS UTILIZADOS:

1º - Abadião (Ceilândia), 25 jogos;
2º - Bezerrão (Gama), 19;
3º - Serra do Lago (Luziânia-GO), 18;
4º - Augustinho Lima (Sobradinho) e Metropolitana (Núcleo Bandeirante), 15;
5º - Adonir Guimarães (Planaltina), 8;
6º - Municipal de Planaltina de Goiás e Rio Preto (Unaí-MG), 7;
7º - Diogão (Formosa-GO), 6;
8º - Mané Garrincha (Brasília), 2 e
9º - Serejão (Taguatinga), 1 jogo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário