quinta-feira, 10 de maio de 2018

OS CLUBES DO DF: Unidos de Sobradinho


O Unidos de Sobradinho Atlético Clube foi fundado em 10 de maio de 1962, na cidade de Sobradinho (DF).
A primeira diretoria foi assim composta: Presidente - Waldomiro Pinto de Oliveira; Vice-Presidente - Daniel Tercílio Dias; 1º Secretário - José Messias de Souza; 2º Secretário - João Micas Arruda; Diretores do Conselho - Geraldo Ribeiro e Pedro Acêncio; Diretor Fiscal - Sebastião Pinto de Oliveira e Edison Oliveira de Santana e Procurador - José Balbino.
Constam dos seus estatutos dois escudos e quatro uniformes, a saber: Uniforme nº 1: camisa azul, calção e meia brancos; Uniforme nº 2: camisa com listras verticais em azul e branco, calção branco e meias com listras horizontais em azul e branco; Uniforme nº 3: camisa branca com golas azuis, calção azul e meias brancas e Uniforme nº 4: camisa azul com três faixas brancas verticais, calção e meias brancas com detalhes em azul.
Até filiar-se à Federação Desportiva de Brasília (fato que somente ocorreu em 1966), o Unidos de Sobradinho disputou uma série de amistosos por ano e conquistou muitos torneios.
Amistosos como o disputado em 22 de novembro de 1964, quando, jogando em seus próprios domínios (estádio Nilza Santos Gonçalves), venceu brilhantemente o Esporte Clube de Sobradinho pela contagem de 5 x 0, com o centro-avante Litinho marcando quatro gols, enquanto o meia direita Tronqueira completou o marcador, assinalando o quinto gol. O Unidos de Sobradinho formou com Pernambuco, Russo, Inácio e Geraldo; Preto e Luís; Antônio Carlos, Tronqueira, Litinho, Chochinho e Cabeção.
Menos de um mês depois, em 20 de dezembro de 1964, empatou em 2 x 2 com o Pederneiras. Vovô e Litinho marcaram os gols do Unidos de Sobradinho.
No ano seguinte, já tendo Sebastião Gomes da Silva como Presidente, quando foram convocados 20 jogadores para formarem o selecionado de Sobradinho que deveria disputar um jogo em 7 de fevereiro, dentro dos festejos comemorativos do quinto aniversário da cidade, sete jogadores eram do Unidos de Sobradinho: Litinho, Tronqueira, Ciliu, Luís, Chochinho, Ivan e Martelo (Palmeiras, Diamante Negro, Flamengo e Sodeso foram os outros clubes que cederam jogadores). Os treinadores eram Chileno (do Unidos de Sobradinho) e Gato.
Logo depois, golearia o Botafogo Futebol Clube por 8 x 1, gols de Litinho (3), Vovô (3), Martelo e Antônio Carlos.
No dia 9 de maio de 1965, o Unidos de Sobradinho comemorou seu terceiro aniversário de fundação com um programa esportivo que teve início às 7 horas e se estendeu até as últimas horas da tarde. Foi um torneio com a participação do Unidos de Sobradinho, Sodeso F. C., Diamante Negro F. C. e Flamengo F. C., em diversas categorias. O Unidos de Sobradinho sagrou-se campeão nas categorias de Veteranos, Aspirantes e Titulares. Entre os titulares, os jogos tiveram os seguintes resultados: Unidos de Sobradinho 5 x 0 Sodeso, gols marcados por Litinho (2), Antônio Carlos, Ciliu e Vovô; Diamante Negro 1 x 0 Flamengo, gol contra, e, na final, Unidos de Sobradinho 2 x 0 Diamante Negro, gols marcados por Ciliu e Antônio Carlos. Formou o Unidos de Sobradinho com Odilon, Darci, Tronqueira e Vovô; Geraldo e Luís; Antônio Carlos, Ciliu, Litinho, Preto e Quim.
Ainda no mês de maio, conquistou a Taça “Sebastião Gomes da Sivla”, em comemoração ao aniversário da cidade, ao vencer a equipe do Grêmio Esportivo Brasiliense, por 2 x 0.
No dia 17 de outubro de 1965, o Unidos de Sobradinho goleou o Estrela do Sul por 7 x 0, com cinco gols de Litinho, um de Preto e outro de Pelé.
Uma semana depois, 24 de outubro de 1965, jogando no Gama, derrotou a A. A. Cultural Mariana, time local, por 3 x 2. Antônio Carlos, duas vezes, e Litinho, marcaram os gols do Unidos de Sobradinho.
No começo de 1966, no dia 13 de fevereiro, voltaria a golear o Estrela do Sul, desta vez por 5 x 1, com três gols de Sabará e dois de Litinho.
O Unidos de Sobradinho filiou-se a Federação Desportiva de Brasília em 1966, quando participou do campeonato do Departamento Autônomo da F. D. B. Essa competição foi dividida em três seções: Plano Piloto, Sobradinho e Taguatinga. Os clubes inscritos jogavam entre si, dentro de suas seções. Os dois primeiros colocados de cada seção se classificavam para a Fase Final. Na seção de Sobradinho o Unidos de Sobradinho sagrou-se vice-campeão. Nessa competição teve o quarto artilheiro, Carlinhos, com seis gols. Marcelino e Tronqueira, marcaram três; Litinho, dois; e Divino, um (mais um gol contra). Teve ainda o terceiro melhor ataque da competição e a segunda melhor defesa, com nove gols contra, um a mais que a defesa do campeão Vila.
No Supercampeonato do Departamento Autônomo (disputado pelos campeões e vice-campeões de todas as séries), o Unidos de Sobradinho foi o quarto colocado. Na terceira rodada, vingou-se, pelo menos em parte, ao derrotar o Vila, campeão da série de Sobradinho, por 1 x 0, gol de Litinho.
Em 1967, novamente disputou a seção de Sobradinho, do Departamento Autônomo da Federação Desportiva de Brasília (que contou com mais uma seção, a do Gama). Classificaram-se para a Fase Final (que só terminou em março de 1968) Manufatura e Unidos de Sobradinho, que foi o sétimo e último colocado.
O Unidos de Sobradinho foi um dos 24 clubes a disputar o campeonato brasiliense de 1969, competição em que a Federação Desportiva de Brasília resolveu juntar clubes profissionais com amadores. Em sua estreia, no dia 13 de abril, foi goleado pelo Serviço Gráfico, por 4 x 1. Recuperou-se no jogo seguinte, em 20 de abril, ao golear o Rabello, por 6 x 2.
Sua campanha na Primeira Fase da competição foi muito fraca: nos dez jogos que disputou venceu três, empatou um e sofreu seis derrotas. Marcou e sofreu 18 gols, ficando com 0 de saldo. Com isso, ficou na oitava colocação entre os onze clubes do Grupo A e não passou para a Fase Final (somente os seis primeiros se qualificavam).
De 1970 a 1972, não disputou competições oficiais promovidas pela então Federação Metropolitana de Futebol.
Continuou empenhado em disputar amistosos e a conquistar torneios.
No dia 1º de agosto de 1971, em Planaltina-DF, derrotou o local Independente, por 1 x 0, gol de Litinho.

No final de agosto de 1971, o Unidos de Sobradinho sagrou-se campeão do Torneio da Semana da Pátria, do qual participaram várias equipes. Na final, vitória de 1 x 0 sobre o Vera Cruz, formando com Nilton, J. Alves, Orlando, Zezão e Chico; Sérgio e Pedrinho; Antoninho, Litinho, Ferreti (Antônio Carlos) e Déo.
Tendo na equipe vários jogadores do Unidos de Sobradinho, a seleção de futebol de Sobradinho sagrou-se campeão do torneio de seleções entre as cidades satélites, encerrado no Gama em 17 de outubro de 1971. Dirigida pelo técnico Chileno, Sobradinho venceu Taguatinga, por 2 x1, e Brazlândia, por 4 x 0, conquistando a taça comemorativa ao aniversário do Gama. Formou a seleção com Jaime (Nilton), Joildo (Zezão), Zé Domingos, Orlando I e Xavier; Orlando II e Pedrinho; Jonas (Chenco), Carlinhos, Litinho e Raimundinho.
Unidos de Sobradinho e Luziânia empataram sem abertura de contagem no amistoso realizado em 29 de julho de 1973.
No dia 16 de agosto de 1973 aconteceu a Assembléia Geral que aprovou a filiação do Unidos de Sobradinho.
Inscreveu-se no campeonato brasiliense de 1973, no qual estreou no dia 2 de setembro, sendo derrotado pelo Ceub, por 2 x 0. Formou com Marcos, Sabará, Sir Peres, Jonas e Xavier; Sidney, Paulinho e Santos; Litinho, Geraldino e Reinaldo (Carrasco).
No primeiro turno, entre 10 times, ficou com a quinta colocação (dois pontos atrás do primeiro colocado, o Ceub) após a seguinte campanha: nove jogos, cinco vitórias, um empate e três derrotas. Marcou 18 gols e sofreu 8.
Zezão e Sir Peres
Veio o segundo turno, e não conseguiu repetir a boa campanha do primeiro. Ficou na sétima colocação. Nos oito jogos que disputou, venceu apenas um, empatou quatro e perdeu três. Marcou oito gols e sofreu 14.
No cômputo geral, somando os dois turnos, ficou com a quinta colocação. Carlinhos e Santos foram seus artilheiros, cada um com seis gols.
Defenderam o Unidos de Sobradinho: Goleiros - Batista, Marcos e Gato; Defensores - Zezão, Sabará, Sir Peres, Sidney, Orlando e Xavier; Atacantes - Santos, Carlinhos, Litinho, Paulinho, Cid, Wesley, Jonas, Geraldino e Reinaldo. Técnicos: Manga, depois Chileno.
Em 1974, chegou a disputar o Torneio Início, no dia 14 de julho, sendo eliminado logo no primeiro jogo diante do Humaitá.
Disputou ainda o 1º turno do campeonato daquele ano. Antes de ser iniciado o segundo turno, o Unidos de Sobradinho desistiu de continuar disputando o campeonato e a Federação determinou a contagem de pontos para todos os seus adversários.
Em 13 de dezembro de 1974, uma Assembleia Geral Extraordinária decidiu por desfiliar o Unidos de Sobradinho.
Afastado da Federação, o Unidos de Sobradinho passou a dedicar-se apenas ao futebol amador de Sobradinho. Antes do início do campeonato oficial de 1975, 13 jogadores que pertenciam ao Unidos de Sobradinho foram transferidos para outro clube de Sobradinho: a Campineira Futebol Clube (que acabaria vencendo o campeonato brasiliense de 1975).
No final de 1974, o Unidos de Sobradinho conquistou com brilhantismo o torneio de futebol de Sobradinho. Comandado pelo treinador Chileno, realizou a seguinte campanha para chegar ao título: 1 x 1 Tocantins, 3 x 0 América, 3 x 1 ASME, 2 x 0 Apolo, 2 x 0 Ajax e 0 x 0 Barcelona. Na fase final, venceu o Apolo (1 x 0), Tocantins (1 x 0) e empatou novamente com o Barcelona (0 x 0). Contou nessa competição com os seguintes jogadores: Ari, Rubens, Russo, França, Quati, Gerson, Bosco, Zezão; Sir Peres, Chiquinho, Orlando, Japão, Zelinho, Carlinhos, Litinho, Dázio, Marcos, Adézio, Dilson e Natal.
Logo depois, o Unidos de Sobradinho disputou a I Copa Arizona de Futebol Amador, que teve início no dia 19 de março de 1975, reunindo 64 equipes amadoras de todo o Distrito Federal. Em uma das semifinais, o Unidos de Sobradinho marcou 2 x 0 sobre o Penharol, do Gama, gols de Zezinho e Nidoval-contra. Na final, em 25 de maio, nova vitória do Unidos de Sobradinho de 2 x 0, desta vez sobre o Humaitá, do Guará, gols de Chenco.
Disputou as finais da Copa Arizona em São Paulo, nos dias 19, 20, 21 e 22 de junho de 1975 (não temos os resultados), juntamente com Colorado (Paraná), Romeu Martins (Fortaleza-CE), Ajax (Florianópolis-SC), Ouro Verde (Ijuí-RS), Real Madrid (Belo Horizonte-MG), G. E. 2º Registro (São Paulo-SP) e E. C. Golfinho (Guarulhos-SP).
No ano de 1978 voltou a vencer a Copa Arizona de Futebol Amador. Na final, aconteceu empate de 1 x 1 entre Unidos de Sobradinho e Royal, de Taguatinga. Nos pênaltis, vitória e o título do Unidos de Sobradinho.
Ainda em 1978, participou do 1º Campeonato de Futebol Amador depois da implantação do profissionalismo no Distrito Federal (em 1976). Vinte equipes participaram. O Unidos de Sobradinho ficou entre as oito melhores colocadas na fase semifinal.
Em 1979 não se inscreveu nessa competição.
Daí em diante só disputou competições amadoras em Sobradinho. Em 1993, venceu a Copa Sobradinho, e em 1998, o campeonato de futebol amador de Sobradinho, ambas as competições promovidas pela LADES.


Nenhum comentário:

Postar um comentário