sábado, 26 de maio de 2018

TÚNEL DO TEMPO: 23 e 26 de maio de 1965 - o Moto Club em Brasília


O Moto Club, de São Luís (MA), esteve em Brasília para disputar dois amistosos, um contra o Rabello e o segundo contra o Colombo.
No primeiro, no dia 23 de maio de 1965, no Estádio Ciro Machado do Espírito Santo, desfalcado de alguns bons valores, o Rabello viu encerrada uma série de boas apresentações ao ser derrotado por 2 x 1.
O rubro-negro maranhense marcou os dois gols no 1º tempo, ambos por intermédio de Hamilton. No 2º tempo, logo aos cinco minutos, Beto Pretti diminuiu. No final do jogo, esse mesmo jogador quase empatou o jogo ao cobrar uma falta e a bola se chocar com o travessão.
O árbitro do jogo foi Rubem Pacheco e a renda chegou à casa dos Cr$ 1.313.000,00.
Jogou o Rabello com Gaguinho, Sanches, Gegê, Bimba e Ivan (Leocádio); Zé Maria e Beto Pretti; Zezé, Sabará, Clarindo (Ceninho) e Mendes (Farneze) (Dino). O Moto Club teve a defendê-lo Vila Nova, Baezinho, Laxinha, Decadela e Alvim da Guia; Português e Ananias; Zezico, Hamilton, Rubens (Valdir) e Airton.

Hamilton, autor de três dos
quatro gols do Moto
Três dias depois, 26 de maio de 1965, o Moto Club enfrentou o Colombo e não conseguiu apresentar o mesmo padrão do jogo anterior, apesar de ter vencido novamente pelo mesmo placar do primeiro jogo. Teve pela frente um adversário atuando dentro de suas características habituais, com muita luta, muito entusiasmo, mas pouca envergadura técnica.
O primeiro tempo foi dividido, com certa vantagem para os locais, apesar de terem deixado o gramado com derrota: aos 38 minutos, Paulista perdeu a bola no meio de campo, sendo essa lançada para a ponta direita, onde se encontrava Zezico. Este efetuou um cruzamento para Hamilton, no meio da área, que escorou de cabeça para o arco. Faltou reflexo ao goleiro Dico, que viu a bola passar por cima de sua cabeça.
Na fase complementar, o Moto Club foi melhor que o Colombo e ampliou o marcador aos 18 minutos, quando surgiu o mais bonito gol do jogo, após lançamento longo e bem calculado de Ananias para Rubens, que entrou firme e atirou cruzado antes da chegada do goleiro.
A diferença foi diminuída aos 35 minutos, depois de a bola passar por Baiano e Zezé, tendo sobrado para Cid, que aproveitou para atirar violentamente para dentro do gol maranhense.

COLOMBO 1 x 2 MOTO CLUB
Data: 26 de maio de 1965
Local: Ciro Machado do Espírito Santo
Árbitro: Jorge Cardoso
Renda: Cr$ 705.000,00
Gols: Hamilton, 38; Rubens, 63 e Cid, 80
Colombo: Dico (Chicão), Sabará, Maurílio, Sir Peres (Vonges) e Paulista; João Dutra e Índio; Nobre (Tião), Cid, Sabino (Baiano) e Zezé.
Moto Club: Vila Nova, Baezinho, Laxinha, Decadela e Alvim da Guia; Português e Ananias; Zezico, Hamilton, Rubens e Valdir (Corrêa).



Nenhum comentário:

Postar um comentário