domingo, 30 de dezembro de 2018

OS CLUBES DO DF NAS COMPETIÇÕES NACIONAIS - 1985 - 2ª parte


2º TURNO

BRASÍLIA 2 x 1 BANGU
Data: 16/03/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Édson Alcântara do Amorim (MG)
Renda: Cr$ 52.346.000,00
Público: 12.993 pagantes
Gols: Santos, 8; Fernando Macaé, 71 e Ramón, 87
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil (Chagas), Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, João Carlos e Wander; Santos, Ramón e Kao Yen. Técnico: Jorge Medina.
BANGU: Gilmar, Welton (Baby), Jair, Oliveira e Márcio; Israel, Pingo e Mário; Marinho, Fernando Macaé e Gilson. Técnico: Moisés.

BRASÍLIA 0 x 0 DESPORTIVA
Data: 20/03/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Jorge Bauer (RS)
Renda: Cr$ 12.156.000,00
Público: 2.582 pagantes
BRASÍLIA: Déo, Beto, Miro, Jonas Foca e Marinho (Chagas); Marco Antônio, João Carlos e Wander; Santos, Ramón e Kao Yen. Técnico: Jorge Medina.
DESPORTIVA: Rogério, Bartô, Zé Luís, Gabriel e Vicente; Japonês, Paulistinha e Tião (Cacá); Botelho, Luisinho e Tiziu (Edu). Técnico: Zuza.

PINHEIROS 1 x 0 BRASÍLIA
Data: 23/03/1985
Local: Vila Olímpica, Curitiba (PR)
Árbitro: Sílvio Luís de Oliveira (RS)
Renda: Cr$ 7.981.000,00
Público: 1.690 pagantes
Gol: Mauro Madureira, 32
PINHEIROS: Júlio César, Augusto (Sóter), Jatobá, Nenê e Dionísio; Mauro Madureira, Norberto e Marinho; Capitão (Ferreira), Camargo e Marquinhos. Técnico: Borba Filho.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Miro, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (Manoel Ferreira), João Carlos e Wander (César); Santos, Ramón e Kao Yen. Técnico: Jorge Medina.

PONTE PRETA 1 x 1 BRASÍLIA
Data: 27/03/1985
Local: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)
Árbitro: Alvimar Gaspar dos Reis (MG)
Renda: Cr$ 17.516.000,00
Público: 3.796 pagantes
Expulsão: Iranil, do Brasília
Gols: Santos, 14 e Jonas Foca (contra), 84
PONTE PRETA: Sérgio, Toninho, Osmar, Valdir e Evandro; Régis (Gilmar), Márcio Luís e Gersinho; Sílvio (Paulo Egídio), Adilson e Mauro. Técnico: Carbone.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, João Carlos (Manoel Ferreira) e Wander; Santos, Ramón e Kao Yen (Chagas). Técnico: Jorge Medina.

UBERLÂNDIA 1 x 2 BRASÍLIA
Data: 31/03/1985
Local: Parque do Sabiá, Uberlândia (MG)
Árbitro: Luís Carlos Gonçalves (RJ)
Renda: Cr$ 6.158.000,00
Público: 1.829 pagantes
Gols: Santos, 9; Beto, 44 e Fernando Roberto, 57
UBERLÂNDIA: Moacir, Ronaldo, Luisinho, Zecão e Carlos Alberto Batata (Renato); Maurinho (Fernando Roberto), Carlos Roberto e Paulinho; Geraldo Touro, Vivinho e Zé Carlos. Técnico: Bugue.
BRASÍLIA: Déo, Ricardo, Miro, Chagas e Beto; Marco Antônio, Manoel Ferreira e Wander; Santos, João Carlos e Kao Yen (Escurinho). Técnico: Jorge Medina.

BRASÍLIA 1 x 1 CORUMBAENSE
Data: 03/04/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: José Leandro de Castro Serpa (CE)
Renda: Cr$ 18.750.000,00
Público: 4.345 pagantes
Gols: Ênio, 20 e Kleber, 66
BRASÍLIA: Déo, Beto, Chagas, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (Kao Yen), Manoel Ferreira e Wander; Santos, Ramón (Kleber) e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.
CORUMBAENSE: Paulão, Gerson, Mário Sérgio, Binha e Tiquinho; Tim, Ênio (Lúcio) e Luisinho; Alcione, Amadeu e Negão. Técnico: Da Silva.

VILA NOVA 3 x 1 BRASÍLIA
Data: 06/04/1985
Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Árbitro: Dulcídio Wanderley Boschilia (SP)
Renda: Cr$ 4.682.000,00
Público: 1.002 pagantes
Expulsão: Beto, do Brasília
Gols: Néri (contra), 23; Fernando, 44 e 57 e Dionísio, 75
VILA NOVA: Wendell, Néri, Paulo Néli, Ronaldo Pato e Washington; Nélio, Falcão (Aguilar) e Júlio César; Dionísio (Rubinho), Bill e Fernando, Técnico: Roberto Oliveira.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Chagas, Jonas Foca e Marinho (Ricardo); Marco Antônio, Manoel Ferreira (Kao Yen) e Wander; Kleber, Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.

BRASÍLIA 2 x 0 VILLA NOVA
Data: 10/04/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Pedro Carlos Bregalda (RJ)
Renda: Cr$ 4.500.000,00
Público: 893 pagantes
Expulsão: Márcio, do Villa Nova Gols: Édson (contra), 11 e Kleber, 22
BRASÍLIA: Déo, Ricardo, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, Manoel Ferreira e Wander (César); Kleber, Ramón (Cacá) e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.
VILLA NOVA: Rubão, Cléber, Isaac, Édson e Zé Carlos; Alcides, Celso e Elísio; Osmar, Paulinho e Márcio. Técnico: Arizona.

BRASÍLIA 1 x 0 LEÔNICO
Data: 14/04/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Édson Alcântara do Amorim (MG)
Renda: Cr$ 2.404.000,00
Público: 5.001 pagantes
Expulsão: Biluca, do Leônico Gol: Nei, 12
BRASÍLIA: Déo, Ricardo, Iranil, Jonas Foca (Chagas) e Marinho; Marco Antônio, Manoel Ferreira e Wander; Kleber, Ramón (Santos) e Nei. Técnico: Jorge Medina.
LEÔNICO: Eli, Biluca, Monteiro, Luís Carlos e Ricardo Longhi; Tote, Washington Luís e Sebinho (Ronaldo); Osni, Beijoca e Adailton (Nildo). Técnico: Fito.

BRASÍLIA 0 x 0 JOINVILLE
Data: 17/04/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Arnaldo César Coelho (RJ)
Renda: Cr$ 34.398.000,00
Público: 8.062 pagantes
BRASÍLIA: Déo, Ricardo, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, Manoel Ferreira e Wander; Kleber, Kao Yen (Santos) e Nei. Técnico: Jorge Medina.
JOINVILLE: Valter, Jorge Silva, Adilson, Léo e Jacenir; Palmito, Nardela e João Renato; João Carlos, Vágner e Moisés (Reginaldo). Técnico: Vanderlei Paiva.

BRASIL 2 x 0 BRASÍLIA
Data: 21/04/1985
Local: Bento da Silva Freitas, Pelotas (RS)
Árbitro: Dulcídio Wanderley Boschilia (SP)
Renda: Cr$ 36.258.000,00
Público: 8.140 pagantes
Gols: Zezinho, 55 e Silva, 88
BRASIL: João Luís, Valdoir, Silva, Hélio e Jorge Batata; Doraci, Lívio e André; Junior Brasilia (Márcio), Bira (Gilson) e Zezinho. Técnico: Valmir Louruz.
BRASÍLIA: Déo, Ricardo, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (César), Manoel Ferreira e Wander; Kleber, Kao Yen e Nei (Santos). Técnico: Jorge Medina.

Após esses resultados, o Brasília ficou na 20ª colocação, na Classificação Final. Sua campanha no Grupo D foi a seguinte:

J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
CF
22
8
7
7
22
22
0
23



sábado, 29 de dezembro de 2018

OS CLUBES DO DF NAS COMPETIÇÕES NACIONAIS - 1985 - 1ª parte


O Campeonato Brasileiro da Série A de 1985 contou com a presença de 44 clubes e foi disputado em Primeira e Segunda fases, Semifinais e Final.
Na primeira fase, foram formados 4 grupos: dois de dez clubes - com as equipes consideradas mais fortes - e dois de doze.
Os clubes jogaram entre si, em turno e returno, no sistema de ida e volta.
Classificavam-se automaticamente para a Segunda Fase os vencedores dos turnos. Além desses, também passaram para a fase seguinte os dois melhores classificados de cada grupo.
Na Primeira Fase, o Brasília fez parte do Grupo D e não conseguiu classificar-se para a Segunda.

Os 22 jogos do Brasília foram esses:

1º TURNO

BANGU 1 x 0 BRASÍLIA
Data: 26/01/1985
Local: Moça Bonita, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Roberto Nunes Morgado (SP)
Renda: Cr$ 5.540.000,00
Público: 1.090 pagantes
Gol: Pingo, 75
BANGU: Gilmar, Perivaldo, Jair, Oliveira e Márcio; Israel, Pingo e Mário; Marinho, Fernando Macaé e Gilson (Ado). Técnico: Moisés.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (Kleber), Manoel Ferreira e Wander; Santos, Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.

DESPORTIVA 0 x 1 BRASÍLIA
Data: 30/01/1985
Local: Engenheiro Araripe, Vitória (ES)
Árbitro: Aluísio Felisberto da Silva (RJ)
Renda: Cr$ 27.441.000,00
Público: 5.446 pagantes
Gol: Wander, 56
DESPORTIVA: Rogério, Jacimar, Gabriel, Serjão e Vicente Paixão; Japonês, Cacá (Tião) e Paulistinha; Edu, Luisinho (Lúcio) e Dé. Técnico: Beto Pretti.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, Manoel Ferreira e Wander; Santos (Kleber), Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.

BRASÍLIA 0 x 0 PINHEIROS
Data: 02/02/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Alahil Bolívar Viana Filho (MG)
Renda: Cr$ 16.609.000,00
Público: 5.206 pagantes
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (César), Manoel Ferreira e Wander; Santos, Ramón (Kleber) e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.
PINHEIROS: Toinho, Sóter, Jatobá, Nenê e Dionísio; Roberson, Norberto e Mirinho; Ernâni (Valter), Ferreira e Zé Luís (Renato Sá). Técnico: Borba Filho.

BRASÍLIA 1 x 1 PONTE PRETA
Data: 06/02/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Wilson Carlos dos Santos (RJ)
Renda: Cr$ 33.598.000,00
Público: 11.398 pagantes
Gols: Wander (pênalti), 64 e Jorge Mendonça, 78
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (Kleber), Manoel Ferreira e Wander; Santos, Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.
PONTE PRETA: Sérgio, Toninho, Osmar, Valdir e Evandro (Tefo); Régis, Sílvio e Gersinho (Márcio); Jorge Mendonça, Chicão e Mauro. Técnico: Carbone.

BRASÍLIA 1 x 1 UBERLÂNDIA
Data: 10/02/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: José Mocelim (RS)
Renda: Cr$ 19.552.000,00
Público: 6.511 pagantes
Gols: Wander, 75 e Zé Carlos, 78
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio (César), Manoel Ferreira (Kleber) e Wander; Santos, Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.
UBERLÂNDIA: Carlos, Luisinho, Gilmar, Zecão e Tiãozinho; Eduardo (Maurinho), Paulo César e Vivinho; Geraldo Touro, Paulinho Monte Alegre (Zé Carlos II) e Zé Carlos. Técnico: Fidélis.

CORUMBAENSE 0 x 1 BRASÍLIA
Data: 13/02/1985
Local: Arthur Marinho, Corumbá (MS)
Árbitro: Almir Ricci Peixoto Laguna (SP)
Renda: Cr$ 19.324.000,00
Gol: Kleber, 5
CORUMBAENSE: Paulão, Sousinha (Lúcio), Mário Sérgio, Altair e Gerson; Luisinho, Tiquinho e Ferrari (Carlinhos); Amauri, Alcione e Negão. Técnico: Da Silva.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Miro e Marinho; Marco Antônio (Kao Yen), Kleber e Wander; Santos, Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.

BRASÍLIA 0 x 1 VILA NOVA
Data: 24/02/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Luís Cunha Martins (RS)
Renda: Cr$ 23.163.000,00
Público: 7.808 pagantes
Expulsão: Pires, do Vila Nova
Gol: Héber, 36
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; João Carlos, Marco Antônio (Kao Yen) e Wander; Santos, Ramón (Escurinho) e Kleber. Técnico: Jorge Medina.
VILA NOVA: Wendell, Pires, Ademir, Paulo Néli e Nilton; Nélio, Falcão e Héber (Aguilar); Zé Henrique, Bill e Fernando (Néri), Técnico: Roberto Oliveira.

VILLA NOVA 0 x 2 BRASÍLIA
Data: 27/02/1985
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Dalmo Bozzano (SC)
Renda: Cr$ 1.223.000,00
Público: 285 pagantes
Gols: Santos, 18 e Kao Yen, 90+1
VILLA NOVA: Rubão, Cléber, Isaac, Paulo Roberto e Zé Carlos; Alex, Elísio (Marco Aurélio) e Ernâni; Osmar, Paulinho e Márcio (Celso). Técnico: Arizona.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, Kleber (Kao Yen) e Wander; Santos, Ramón (Nei) e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.

LEÔNICO 5 x 3 BRASÍLIA
Data: 03/03/1985
Local: Luís Viana Filho, Itabuna (BA)
Árbitro: Aluísio Felisberto da Silva (RJ)
Renda: Cr$ 8.790.000,00
Público: 2.334 pagantes
Gols: Osni, 7; Ramón, 9; Washington Luís, 15; Osni, 21; Sivaldo, 35; Washington Luís, 37; Dario (contra), 52 e Kao Yen, 60
LEÔNICO: Ferreira, Biluca, Monteiro, Dario e Ricardo Longhi; Luís Carlos (Moacir Manchinha), Washington Luís e Sebinho (Adailton); Osni, Douglas e Sivaldo. Técnico: Fito.
BRASÍLIA: Déo (Nena), Beto, Iranil, Jonas Foca e Nilo (Ricardo); Marco Antônio, Kao Yen e Wander; Santos, Ramón e João Carlos. Técnico: Jorge Medina.

JOINVILLE 1 x 0 BRASÍLIA
Data: 06/03/1985
Local: Ernesto Schlemm Sobrinho, Joinville (SC)
Árbitro: Emídio Marques de Mesquita (SP)
Renda: Cr$ 19.873.000,00
Gol: Vágner, 38
JOINVILLE: Valter, Silmar, Leandro, Adilson e Jacenir; Palmito, Nardela e João Carlos Maringá; João Carlos (Laércio), Vágner e Carlinhos. Técnico: Vanderlei Paiva.
BRASÍLIA: Déo, Beto, Miro, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, João Carlos e Wander; Santos (Ricardo), Ramón (Nei) e Kao Yen. Técnico: Jorge Medina.

BRASÍLIA 3 x 2 BRASIL
Data: 10/03/1985
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Armando Camarinha Rodrigues (MT)
Renda: Cr$ 11.098.000,00
Público: 4.036 pagantes
Gols: Ramón, 19; Kao Yen, 26; Santos, 52; Zezinho, 65 e Bira, 80
BRASÍLIA: Déo, Beto (Ricardo), Iranil, Jonas Foca e Marinho; Marco Antônio, João Carlos e Wander; Santos, Ramón (Kleber) e Kao Yen. Técnico: Jorge Medina.
BRASIL: Álvaro, Toninho, Silva, Amauri e Valdoir; Doraci, Lívio e Alamir (Márcio); Itamar (Assis), Gilson e Zezinho. Técnico: Valmir Louruz.


quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

ARQUIVOS DO FUTEBOL BRASILIENSE: Campeonato Brasiliense de Futebol Amador - 1984


PARTICIPANTES:

ASBAC - ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO BANCO CENTRAL
ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA CANDANGOS
ASSOCIAÇÃO JARDIM DE FUTEBOL
CLUBE ATLÉTICO BRASILIENSE
CLUBE ESPORTIVO BUTANTÃ
COPOBOL FUTEBOL CLUBE
DÍNAMO ESPORTE CLUBE
DISNES FUTEBOL CLUBE
ESPARTA FUTEBOL CLUBE
PLANALTINA ESPORTE CLUBE
PRATÃO FUTEBOL CLUBE

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO 1º TURNO

CF
CLUBES
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
PLANALTINA
10
7
1
2
16
5
11
15
COPOBOL
10
7
1
2
16
7
9
15
CANDANGOS
10
6
2
2
13
9
4
14
PRATÃO
10
5
2
3
16
7
9
12
DISNES
10
5
2
3
18
8
10
12
ASBAC
10
5
1
4
13
8
5
11
DÍNAMO
10
5
1
4
5
5
0
11
JARDIM
10
3
2
5
10
12
-2
8
ATLÉTICO
10
2
1
7
11
21
-10
5
10º
BUTANTÃ
10
1
2
7
8
26
-18
4
11º
ESPARTA
10
1
1
8
7
25
-18
3

Partida extra para definição do vencedor do 1º turno
29.07.1984, no Estádio Adonir Guimarães
Planaltina 3 x 1 Copobol

CAMPANHA DO PLANALTINA
3 x 1 Copobol
0 x 1 Pratão
0 x 1 Jardim
2 x 0 Butantã
2 x 0 Atlético
2 x 0 Candangos
3 x 0 Esparta
1 x 0 Dínamo
2 x 1 Disnes
1 x 1 ASBAC

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO 2º TURNO

CF
CLUBES
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
PRATÃO
9
7
2
0
14
2
12
16
JARDIM
9
7
1
1
12
3
9
15
COPOBOL
9
6
1
2
12
9
3
13
PLANALTINA
9
5
0
4
13
7
6
10
CANDANGOS
8
4
2
2
10
7
3
10
ASBAC
9
3
1
5
7
9
-2
7
DÍNAMO
8
3
0
5
5
11
-6
6
BUTANTÃ
9
1
4
4
4
12
-8
6
ATLÉTICO
9
2
1
6
9
17
-8
5
10º
DISNES
9
0
0
9
0
9
-9
0

CAMPANHA DO PRATÃO
1 x 0 ASBAC
2 x 0 Atlético
3 x 0 Copobol
1 x 1 Candangos
1 x 0 Planaltina
1 x 0 Disnes
2 x 1 Butantã
1 x 0 Jardim
2 x 2 Dínamo

Obs.: O Disnes desistiu antes do término do 2º turno e teve todos os seus resultados cancelados; já o Esparta não disputou o 2º turno.

DECISÃO DO CAMPEONATO

PARTICIPANTES:
Planaltina (campeão do 1º turno), com um ponto extra
Pratão (campeão do 2º), com um ponto extra
Copobol (maior número de pontos nos dois turnos), sem ponto extra.

28.10.1984, Adonir Guimarães
Planaltina 0 x 0 Pratão

04.11.1984, no CAVE
Copobol 1 x 3 Planaltina

11.11.1984, no CAVE
Pratão 2 x 2 Copobol

Em 29.11.1984 o Tribunal de Justiça da Federação Metropolitana de Futebol julgou procedente recurso impetrado pelo Pratão e resolveu tornar sem efeito o resultado da partida Copobol 1 x 3 Planaltina, em 04.11.1984. Prevaleceu o resultado da partida Planaltina 0 x 0 Pratão, em 28.10.1984.

Foi marcada para 09.12.1984, no CAVE, uma segunda partida entre Pratão e Planaltina, para decidir o campeonato.
Resultado: Pratão 3 x 0 Planaltina.
Campeão de 1984: Pratão Futebol Clube.