Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

FICHA TÉCNICA: Evandro Chaveirinho




NOME COMPLETO: Evandro Gama do Nascimento Alexandre
APELIDO: Chaveirinho
DATA E LOCAL DE NASCIMENTO: Rio de Janeiro (RJ), 09.12.1970
POSIÇÃO: Meia armador

CARREIRA:
1988 - Vasco da Gama-RJ
1989-1991 - Gama-DF
1992 - Pires do Rio-GO
1992-1996 - Goiás-GO
1997 - Flamengo-RJ
1998-2002 - Portuguesa de Desportos-SP
2002 - Brasiliense-DF
2003 - Ituano-SP
2003 - Brasiliense-DF
2004 - Sport Recife-PE
2004 - Vila Nova-GO
2005 - América-RN
2006 - Fortaleza-CE
2006 - São Bento-SP
2006 - Clube do Remo-PA
2007 - Atlético Sorocaba-SP
2008 - Legião-DF
2009 - Brasília-DF

TÍTULOS
1990 - Campeão brasiliense pelo Gama
1994 - Campeão goiano pelo Goiás
1996 - Campeão goiano pelo Goiás
1997 - Campeão da Copa dos Campeões Mundiais pelo Flamengo
2002 - Campeão brasileiro da Série C pelo Brasiliense
2003 - Campeão brasileiro da Série C pelo Ituano

PRÊMIOS INDIVIDUAIS
Artilheiro do Campeonato Brasiliense de 1990, com 8 gols
Melhor Jogador do Futebol Brasiliense em 1990 - Troféu ABCD.







quinta-feira, 29 de setembro de 2016

HISTÓRICO DA TERCEIRA DIVISÃO DO DF - 2006 a 2009

Legião - 2006

RESENHA TÉCNICA

EDIÇÃO
ANO
CLUBES PARTICIPANTES
JOGOS REALIZADOS
GOLS MARCADOS
MÉDIA DE GOLS/JOGO
2006
4
13
61
4,69
2007
7
22
71
3,23
2008
8
28
96
3,43
2009
7
26
72
2,77
TOTAL
89
300
3,37

PODIUM

ANO
2006
LEGIÃO
BRASÍLIA
BOSQUE FORMOSA
2007
SANTA MARIA
BRASÍLIA
BANDEIRANTE
2008
BRAZSAT
CFZ
BOSQUE FORMOSA
2009
CAPITAL
BOSQUE FORMOSA
RENOVO

ARTILHEIROS

2006
Cassius (Legião), 12 gols;
2007
Geraldo (Santa Maria), 7;
2008
Johnnie (Brazsat), 12;
2009
Djavan (Capital), 6 gols.

NOTA:
Com os 12 gols marcados no Campeonato da Terceira Divisão de 2006, Cassius (foto) conseguiu a proeza de se tornar artilheiro nas três divisões do Distrito Federal.

Antes, foi o goleador da Primeira Divisão no ano de 2003, com 13 gols, pelo CFZ e da Segunda Divisão, duas vezes, em 1998, pelo Ceilândia, com 8 gols, e em 2000, pelo 26 Futebol Clube, da Ceilândia, com 11 gols.


RANKING

CF
CLUBES
PG
J
V
E
D
GF
GC
SG
CD
% APROV.
BOSQUE FORMOSA
37
28
10
7
11
36
47
-11
4
44,05%
BRASÍLIA
29
14
9
2
3
35
17
18
2
69,05%
CAPITAL
29
16
9
2
5
39
24
15
2
60,42%
BANDEIRANTE
22
19
6
4
9
18
40
-22
3
38,60%
SOBRADINHO
18
19
5
3
11
17
33
-16
3
31,58%
RENOVO
17
15
5
2
8
15
20
-5
2
37,78%
PLANALTINA
17
19
5
2
12
20
47
-27
3
29,82%
LEGIÃO
16
7
5
1
1
30
6
24
1
76,19%
BRAZSAT
16
7
5
1
1
24
4
20
1
76,19%
10º
SANTA MARIA
16
7
5
1
1
25
9
16
1
76,19%
11º
CFZ
16
7
5
1
1
20
4
16
1
76,19%
12º
RECANTO
11
12
3
2
7
11
29
-18
2
30,56%
13º
PARANOÁ
9
8
3
0
5
10
20
-10
1
37,50%


CD = campeonatos disputados.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

POR ONDE ANDA VOCÊ, SOUZA?



O ex-zagueiro Eustáquio Lopes de Souza, o Souza, nasceu em Unaí (MG) no dia 28 de setembro de 1964. Está, portanto, comemorando mais um aniversário no dia de hoje!
Em janeiro de 1980, durante uma triagem para selecionar valores que viriam a integrar a equipe juvenil do Brasília, Ercy Rosa descobriu o zagueiro Souza. Naquele mesmo ano, Souza sagrou-se campeão juvenil (marcando o gol de empate na final contra o Sobradinho) e junior e vice-campeão do I Campeonato Brasileiro Escolar de Futebol. Durante essa competição, surgiu o primeiro contato do Vasco da Gama para Souza mudar de clube. Junto com ele iriam mais dois jogadores do Brasília: Jussiê (ponta-direita) e o Vando (ponta-esquerda).
Souza também integrou a seleção de juniores do Distrito Federal que excursionou pela Bolívia e Peru. Com 17 anos incompletos, muito forte fisicamente e com bons recursos técnicos, com menos de três jogos no time principal do Brasília, Souza ganhou a condição de titular. 
Sua estreia aconteceu no dia 7 de junho de 1981, no Augustinho Lima, na vitória do Brasília sobre o Sobradinho por 2 x 1. Foram sete jogos no campeonato brasiliense de 1981.

No início de 1982, quando o Brasília estava negociando o zagueiro titular Mário, e o técnico Alaor Capella achou que tinha encontrado o seu substituto no time bicampeão brasiliense de juniores (1980 e 1981), Souza (com 17 anos) e mais Jussiê e Vando foram levados pelo Vasco da Gama. 
Passou 1982 e 1983 e Souza foi aparecendo na zaga das divisões de base de São Januário. 
Quando convocou a seleção brasileira Sub-20 para o Pan-Americano da Bolívia, o técnico Jair Pereira chamou Souza para os treinos. Depois, ele foi convocado para o Mundial da categoria, no México. Fez dois amistosos e passou pela maior decepção de sua vida. Foi cortado por interesse político da CBF, que levou Jorginho, do América-RJ, hoje técnico do Vasco da Gama.

Souza chegou ao time principal do Vasco da Gama em 1984. 
A estreia de Souza no Vasco da Gama aconteceu em 9 de março de 1985, no estádio do Maracanã, na vitória sobre o Corinthians, por 1 x 0, válido pelo Campeonato Brasileiro. Entrou no lugar de Silvinho, para recompor a defesa do Vasco da Gama depois da expulsão do quarto-zagueiro Oliveira. Logo depois, também foi expulso de campo.
Nos anos seguintes (1985 a 1987) em São Januário, foram de poucas partidas. Na época, o Vasco da Gama começava a montar a um time muito forte, comandado por Roberto Dinamite, e que viria a ser bicampeão carioca em 1987 e 1988.
Sem espaço no Vasco da Gama, foi para o Comercial, de Ribeirão Preto, onde permaneceu por dois anos (1985 e 1986). Retornou ao Vasco da Gama e foi emprestado ao Taubaté para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 1988 (o Taubaté perdeu a promoção para a Primeira Divisão para a Catanduvense).
Ainda em 1988 foi para o futebol português. Defendeu o Sporting Clube de Espinho e União Leiria.
No Espinho teve os seguintes desempenhos:
1988/1989 - 18 jogos na 1ª Divisão. Seu clube ficou com o 17º lugar e foi rebaixado para a 2ª Divisão.
1989/1990 - 20 jogos na Segunda Divisão, dois gols marcados. O Espinho ficou em 2º lugar na Zona Centro.
1990/1991 - 37 jogos e dois gols na Segunda Divisão de Honra. O Espinho ficou em 11º lugar.
Na temporada 1991/1992 transferiu-se para o União Leiria, também da Segunda Divisão, onde disputou 26 jogos e marcou um gol, ficando o clube no 8º lugar.
Quando retornou ao Brasil, Souza foi jogar no Fluminense, do Rio de Janeiro (RJ), onde estreou no dia 2 de setembro de 1992, na vitória de 2 x 1 sobre o Americano, em Campos, em jogo válido pelo campeonato carioca.
A última vez que vestiu a camisa do Fluminense foi em 13 de dezembro de 1992, contra o Internacional, no Beira Rio, pela final da Copa do Brasil, competição em que o clube carioca ficou com o vice-campeonato. Souza atuou como volante.
Foram doze jogos no total.
Em 1993 voltou ao Distrito Federal, contratado pelo Guará.
No ano seguinte, 1994, passou pelo CRB, de Maceió (AL) e terminou sua carreira no futebol após uma discreta passagem pelo Luziânia em 1997.
Em 2001, tentou dar início à carreira de treinador, comandando o Sobradinho no campeonato brasiliense desse ano. Foram apenas três jogos à frente da equipe.

POR ONDE ANDA?

Souza mora no Guará. É formado em Educação Física e trabalhou em projetos sociais na Secretaria de Esportes e no I.C.S. ao lado do ex-goleiro Paulo Victor.

Aos 52 anos, Souza ainda bate sua bola no campeonato interno de veteranos do Minas-Brasília Tênis Clube.

Atualmente trabalha como motorista no Laboratório Sabin.