Total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

OS MELHORES DO CAMPEONATO BRASILIENSE DE 2001




Em 2001, pelo terceiro ano consecutivo, o jornal Correio Braziliense elegeu os melhores do campeonato brasiliense.
Como de hábito nessa eleição, cada técnico só podia votar em integrantes dos times concorrentes.

Participaram da votação os seguintes técnicos: 
Adelson de Almeida (Ceilândia)
Déo de Carvalho (ARUC)
Eurípedes Bueno (Brazlândia)
Jorgenei Nery (Guará)
Luisinho Lemos (Brasiliense)
Mozair Barbosa (Dom Pedro II)
Remo (Brasília)
Ricardo Freitas (Bandeirante)
Sérgio Alexandre (Gama)
Toni (Sobradinho)

Entre os jogadores, o pentacampeão Gama manteve a hegemonia eleitoral, com cinco vencedores, mesma quantidade do ano de 2000. Brazlândia e Bandeirante dividiram a vice-liderança, com dois indicados.
O vice-campeão Brasiliense teve apenas um eleito, o atacante Weldon, artilheiro da competição, com 13 gols.


Ronaldo (Gama) - 5 votos
Márcio Franco (Brazlândia), 4;
Nen (Gama), 6; 
Márcio Santos (Gama), 3; e 
Garrinchinha (Sobradinho), 4; 

Bilzão (Brazlândia), 6; 
Deda (Gama), 5; 
Ésio (Bandeirante), 5; e 
Rodriguinho (Gama); 5;

Weldon (Brasiliense), 6; e 
Bispo (Bandeirante), 4 votos.

Eurípedes Bueno
A disputa mais acirrada foi a do treinador.
Depois de fazer a melhor campanha da competição pelo modesto Brazlândia, o técnico Eurípedes Bueno ganhou com apenas três dos nove votos possíveis.
Empatou com Ricardo Freitas, do Bandeirante, clube quarto colocado no campeonato, mas foi beneficiado pelo primeiro critério de desempate: a classificação final no campeonato.

Sérgio Carvalho, com três votos, foi eleito o melhor árbitro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário