Total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de julho de 2015

BATE BOLA COM CASSIUS






A partir de hoje estamos começando uma nova seção no blog, o BATE BOLA.
Ao tentar elaborar um histórico sobre a carreira de alguns jogadores, percebi que não tinha muito material em mãos e que também poderia estar cometendo injustiça ao não contar sua história completa, esquecendo ou omitindo dados e fatos importantes.
Essa nova seção aparecerá no blog sempre que for possível realizar “entrevistas” com pessoas relacionadas ao futebol brasiliense (jogadores, técnicos, dirigentes ou torcedores), quer estejam em atividade ou não.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

CAMPEONATO BRASILIENSE DE JUNIORES - 2015




PRIMEIRA FASE

09.05.2015
GAMA 3 x 1 PLANALTINA E. C.
CAB/NOVO GAMA 3 x 0 S. E. PLANALTINA
BRAZLÂNDIA 3 x 1 PARACATU
BRASÍLIA 3 x 2 BOLAMENSE
LEGIÃO 1 x 2 GUARÁ
SOBRADINHO 3 x 0 CEILANDENSE

segunda-feira, 27 de julho de 2015

OS ARTILHEIROS: CAMPEONATO BRASILIENSE DE 1990


Evandro Chaveirinho


1º - Evandro Chaveirinho (Gama), 9;
2º - Wadi (Brasília) e Augusto (Gama), 6;
3º - Dida (Guará) e Marcelo Freitas (Taguatinga), 4;
4º - Rogerinho (Guará) e Tuta e Wilson (Taguatinga), 3;
5º - Antunes, Gilmar e Josimar (Brasília), Carlos Gomes (Ceilândia), Artur, Filó, Vicente e Zoca (Gama), Boloni, Marquinhos e Rômulo (Guará), Lindário (Planaltina), Régis, Washington e Zuza (Sobradinho), Carlinhos, Da Silva e Rogério (Taguatinga) e Bé, Egberto, Joel e Murilo (Tiradentes), 2;
6º - Chiquinho (Brasília), Bebeto, Carioca, Jone, Pires e Sidney (Ceilândia), Amarildo, Beijoca, Claudinho, Formiga, Toinzé e Zé Nilo (Gama), Chaguinha (contra), Juscelino, Ricardo e Toninho (Guará), Ahlá, Elton e Helder (Planaltina), Boca, Chiquinho (contra), Marcão, Pires e Ronaldo (Sobradinho), Bilzão e Joãozinho (Taguatinga) e Beto Guarapari, Jarbas, Olavo, Touro, Washington e Zé Maurício (Tiradentes), 1.

sábado, 25 de julho de 2015

O FUTEBOL NAS CIDADES SATÉLITES - 1981 - 3ª parte: Planaltina, Sobradinho e Taguatinga

PLANALTINA

O DAFAP - Departamento Autônomo de Futebol Amador de Planaltina, cujo presidente era Dário Soares, recebeu as inscrições de 14 equipes: Bangu, Esporte, Independente, JK, Londrina, Mancha Negra, Nacional, Olaria, Palmeiras, SEP, Sobral, URB, Veneza e Vila Nova.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

O FUTEBOL NAS CIDADES SATÉLITES - 1981 - 2ª parte: Gama, Guará e Núcleo Bandeirante

GAMA

CAMPEONATO DA PRIMEIRA DIVISÃO

A Organização dos Esportes do Gama - OEG promoveu o campeonato de futebol amador da cidade, envolvendo clubes da primeira e segunda divisões.
Na categoria principal, as equipes foram essas: Coenge, Cruzeiro, Gaminha, Guarany, Juventus, Onze Unidos, Palmeiras, Real Brasília, Senai, Sopremaco, Tupy e União Social.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

O FUTEBOL NAS CIDADES SATÉLITES - 1981 - 1ª parte: Brazlândia e Ceilândia

BRAZLÂNDIA

TAÇA BRAZLÂNDIA

A primeira promoção da União de Esportes de Brazlândia - UEB no ano foi a Taça Brazlândia de Futebol Amador, que foi iniciada em janeiro com a participação dos 12 clubes locais.
Três equipes se classificaram com a mesma pontuação para decidir quem seria o campeão: Auto Esporte, Madureira e Pioneira. 

terça-feira, 21 de julho de 2015

A TAÇA CANDANGO DE 1962


O torneio foi patrocinado pela Companhia Antarctica Paulista e contou com a participação de Guará, Colombo, Defelê e Rabello.
No dia 28 de abril de 1962, no campo do Defelê, foi realizada a primeira rodada do torneio.
Na preliminar, às 14 horas, o Guará venceu o Colombo, o mesmo acontecendo às 16 horas com o Rabello, que passou pelo Defelê no jogo principal da rodada dupla.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

OS TÉCNICOS DO FUTEBOL BRASILIENSE: Morales




Carlos Barbosa Morales nasceu em Porto Alegre (RS) em 9 de abril de 1939. Começou no juvenil do Internacional, de Porto Alegre (RS), tornando-se profissional no futebol do interior do Rio Grande do Sul, onde jogou pelo Esperança, de Novo Hamburgo, Aimoré, de São Leopoldo, e Flamengo, de Caxias do Sul, todos do Rio Grande do Sul.

domingo, 19 de julho de 2015

O QUE ACONTECEU NO FUTEBOL BRASILIENSE NO DIA 19 DE JULHO





Neste 19 de julho comemora-se mais um Dia Nacional do Futebol, uma data que foi escolhida em 1976 pela CBF - Confederação Brasileira de Futebol (quando ainda se chamava CBD - Confederação Brasileira de Desportos).
O objetivo era homenagear o Sport Clube Rio Grande, clube do Rio Grande do Sul fundado nesse dia, em 1900. O Sport Clube Rio Grande foi o primeiro time registrado como clube de futebol no Brasil e é o clube há mais tempo em atividade no futebol brasileiro.
Nossa homenagem ao Dia Nacional do Futebol será através de um levantamento dos acontecimentos ocorridos no dia 19 de julho por todos esses anos.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

OS MELHORES DE 1981





Conforme análise da equipe de esportes do Jornal de Brasília, esses foram os melhores da temporada de 1981 no futebol do DF:

quinta-feira, 16 de julho de 2015

AS SELEÇÕES DE BRASÍLIA: GRANDE GOLEADA DA SELEÇÃO PAULISTA EM 1966


Pepe e Coutinho

Em benefício das obras do Estádio de Brasília, foi promovido um amistoso entre as seleções do Distrito Federal e de São Paulo no dia 11 de maio de 1966.
No dia 20 de abril foi designada a Comissão Técnica, assim formada: Supervisor - Carlos Magno Maia Dias; Técnico - Waldyr “Didi” de Carvalho e Assessor - Oswaldo Cruz Vieira. Além deles, foram requisitados os serviços de Ceninho (Preparador Físico do Rabello), Ulisses e Gavião (massagistas do Defelê) e Ceará (roupeiro do Defelê).
Os jogadores convocados (que se apresentaram no dia 22 de abril, visando o primeiro treino) foram:

GOLEIROS: Zé Walter (Rabello), Hélio (Colombo) e Dico (Colombo)
LATERAIS: Aderbal (Guará), Didi (Rabello), Wilson (Defelê) e Oliveira (Colombo)
ZAGUEIROS-CENTRAIS: Décio (Defelê), Chico Preto (Guará) e Lima (Rabello)
QUARTO-ZAGUEIROS: Sir Peres (Colombo), Juci (Colombo) e Arlindo (Grêmio)
ARMADORES: João Dutra e Zé Maria (Rabello), Paulista (Colombo), Walter Moreira e Elmano (Defelê)
PONTEIROS-DIREITO: Zezé (Rabello) e Bawany (Defelê)
CENTRO-AVANTES: Otávio e Djalma (Rabello), Fernandinho (Defelê), Sabará (Luziânia) e Zezão (Pederneiras)
PONTEIROS-ESQUERDO: Crispim (Colombo), Sabarazinho (Defelê) e Reinaldo (Rabello).
Posteriormente, foram convocados: Beto Pretti e Jair (Rabello), Alaor Capella (Defelê), Cid e Baiano (Colombo)
Pelo lado dos paulistas, no treino de 9 de maio, no Pacaembu, foram cortados Toninho, Abel, Almir e Mengálvio. Por conta dos cortes, o técnico Aimoré Moreira teve que fazer várias improvisações no treinamento coletivo, ao ponto de improvisar os goleiros Félix e Suli na ponta-direita do time reserva. O treino durou 70 minutos, em dois tempos de 35. O time titular jogou melhor que no último treino e goleou os reservas por 5 x 1. Os quadros foram estes:
TITULARES: Félix (Laércio), Osvaldo Cunha, Mauro, Jurandir e Edilson; Benê e Ademir da Guia (Suingue); Prado, Coutinho, Babá e Pepe (Tupãzinho).
RESERVAS: Laércio (Suli), Renato, Oberdan, Haroldo e Ferrari; Joel e Suingue (Ademir da Guia); Suli (Félix), Ademar Pantera, Júlio Amaral e Tupãzinho (Pepe).
João Mendonça Falcão, presidente da Federação Paulista de Futebol, chefiou a delegação que contou com os seguintes membros: Supervisores - Pedro Fischetti e João Atala; Técnicos: Aimoré Moreira e Mário Travaglini; Médico - João Zerillo; Preparador Físico - Júlio Mazzei; Massagistas - Reis e Osvaldo; Árbitro - Olten Aires de Abreu e 21 jogadores: Félix, Láercio, Suli, Osvaldo Cunha, Renato, Mauro, Oberdan, Jurandir, Haroldo, Edilson, Ferrari, Suingue, Joel, Benê, Ademir da Guia, Prado, Coutinho, Babá, Tupãzinho, Ademar Pantera e Pepe.
No dia do jogo, confirmando seu favoritismo, a Seleção Paulista foi além das expectativas, marcando fácil vitória pela contagem de 8 x 0, estabelecendo 4 x 0 ao término do 1º tempo.
A rigor, somente nos primeiros quinze minutos de jogo os brasilienses conseguiram oferecer resistência. Depois, foram cedendo aos poucos, até que surgisse o domínio completo dos paulistas, que não tiveram qualquer dificuldade em conseguir a ampla vitória. Pode-se mesmo dizer que a seleção paulista teve uma exibição de gala, porém diante de um adversário tecnicamente inferior mas que lutou com todos os seus recursos, indo além de suas possibilidades em opor resistência ao adversário.
Outros detalhes do jogo:
SELEÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 0 x 8 SELEÇÃO DE SÃO PAULO
Árbitro: Olten Aires de Abreu
Gols: Babá, 12; Coutinho, 21 e 25; Babá, 35; Pepe, 50; Tupãzinho (pênalti), 54; Pepe, 70 e Ademar (pênalti), 83.
DISTRITO FEDERAL: Zé Walter (Dico), Aderbal, Décio, Sir Peres e Wilson Godinho; Zé Maria e Reinaldo; Sabará (Zezé), Walter Moreira (Otávio), Fernandinho (Baiano) e Cid.
SÃO PAULO: Félix (Suli), Osvaldo Cunha (Renato), Mauro (Oberdan), Jurandir (Joel) e Edilson (Ferrari); Benê (Joel) e Ademir da Guia (Suingue); Prado, Coutinho (Ademar), Babá (Tupãzinho) e Pepe (Haroldo). Técnicos: Mário Travaglini e Aimoré Moreira.
O dia seguinte (12) foi de passeios pela cidade para os paulistas. Na parte da tarde, os integrantes da delegação paulista foram recebidos em audiência especial pelo presidente Castelo Branco. Em nome dos jogadores, o zagueiro Mauro entregou ao chefe do governo uma bandeja de prata. 
Na sexta-feira, 13 de maio, viajaram para Goiânia, onde, na tarde de domingo (15), enfrentaram a seleção de Goiás. A Seleção Paulista derrotou a Goiana, em Goiânia, por 3 x 0, gols de Babá (2) e Tupãzinho.

Nota: 
A seleção paulista também era chamada de “Seleção B do Brasil”.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

JOGOS INUSITADOS: UM "CLÁSSICO" MUNDIAL EM SOBRADINHO!!!




O jogo não foi promovido pela UEFA!

E muito menos válido pela milionária Champions League! 
Nem foi realizado no Camp Nou!
Esse jogo Ajax x Barcelona foi válido pela decisão do 1º turno do campeonato amador de Sobradinho de 1980 e promovido pela Associação Desportiva Sobradinhense - ASD.
O local do jogo foi o estádio Augustinho Lima.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO DF EM TODAS AS SÉRIES DO CAMPEONATO BRASILEIRO - 1973 a 2014

No período 1973 a 2014 os clubes do DF enfrentaram 157 adversários de 23 Estados do Brasil. Nunca aconteceu confronto de clubes do DF contra adversários do Amapá, Rondônia e Roraima. Eis os confrontos dos clubes do DF contra os adversários de Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins:

PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO DF EM TODAS AS SÉRIES DO CAMPEONATO BRASILEIRO - 1973 a 2014

No período 1973 a 2014 os clubes do DF enfrentaram 157 adversários de 23 Estados do Brasil. Nunca aconteceu confronto de clubes do DF contra adversários do Amapá, Rondônia e Roraima. Eis os confrontos dos clubes do DF contra os adversários do Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul:

PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO DF EM TODAS AS SÉRIES DO CAMPEONATO BRASILEIRO - 1973 a 2014

No período 1973 a 2014 os clubes do DF enfrentaram 157 adversários de 23 Estados do Brasil. Nunca aconteceu confronto de clubes do DF contra adversários do Amapá, Rondônia e Roraima. Eis os confrontos dos clubes do DF contra os adversários do Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Paraná:

PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO DF EM TODAS AS SÉRIES DO CAMPEONATO BRASILEIRO - 1973 a 2014


No período 1973 a 2014 os clubes do DF enfrentaram 157 adversários de 23 Estados do Brasil. Nunca aconteceu confronto de clubes do DF contra adversários do Amapá, Rondônia e Roraima. Eis os confrontos dos clubes do DF contra os adversários do Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul:

PARTICIPAÇÃO DOS CLUBES DO DF EM TODAS AS SÉRIES DO CAMPEONATO BRASILEIRO - 1973 a 2014


No período 1973 a 2014 os clubes do DF enfrentaram 157 adversários de 23 Estados do Brasil. Nunca aconteceu confronto de clubes do DF contra adversários do Amapá, Rondônia e Roraima. Eis os confrontos dos clubes do DF contra os adversários do Espírito Santo e Goiás:

UF
CLUBES
J
V
E
D
GF
GC
SG
PG
Aprov.
ES
COLATINA
1
1
0
0
3
0
3
3
100,0%
DESPORTIVA
14
6
5
3
15
10
5
23
54,8%
ESTRELA DO NORTE
2
0
1
1
1
4
-3
1
16,7%
GUARAPARI
1
0
0
1
1
2
-1
0
0,0%
RIO BRANCO
5
1
2
2
7
8
-1
5
33,3%
RIO PARDO
4
2
2
0
4
1
3
8
66,7%
SÃO MATEUS
2
0
1
1
3
4
-1
1
16,7%
SERRA
3
3
0
0
7
1
6
9
100,0%
GO
ANAPOLINA
33
15
13
5
51
32
19
58
58,6%
ANÁPOLIS
21
9
6
6
27
23
4
33
52,4%
APARECIDENSE
6
4
1
1
14
8
6
13
72,2%
ATLÉTICO GOIANIENSE
49
25
10
14
73
44
29
85
57,8%
CALDAS
4
1
0
3
3
7
-4
3
25,0%
CRAC
10
3
5
2
16
14
2
14
46,7%
GOIANÉSIA
4
2
1
1
6
6
0
7
58,3%
GOIÂNIA
14
3
5
6
17
26
-9
14
33,3%
GOIÁS
14
9
3
2
25
9
16
30
71,4%
GOIATUBA
2
0
0
2
0
3
-3
0
0,0%
GRÊMIO INHUMENSE
8
1
0
7
10
24
-14
3
12,5%
ITUMBIARA
25
12
8
5
33
19
14
44
58,7%
JATAIENSE
2
2
0
0
7
3
4
6
100,0%
MINEIROS
4
2
1
1
3
2
1
7
58,3%
REAL
2
0
0
2
3
6
-3
0
0,0%
RIO VERDE
4
1
0
3
3
6
-3
3
25,0%
VILA NOVA
42
14
12
16
50
48
2
54
42,9%