Total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

CRAQUES DE ONTEM E DE HOJE: Eustáquio



No Mamoré
Nascido em 4 de junho de 1947, na Serra do Salitre (MG), José Eustáquio Rodrigues Alves, o Eustáquio, atuou como zagueiro e volante em times do interior mineiro e de Brasília.

Eustáquio começou no infantil do Esporte Clube Mamoré, de Patos de Minas-MG, em 1958, onde passou por outras divisões até o final de 1964. 

Nessa época, também fazia parte da mesma equipe de base o Buglê, autor do primeiro gol no estádio Mineirão.

Em 1965 foi para o Esporte Clube São Vicente, também de Patos de Minas, onde, antes de completar 18 anos, foi o zagueiro central titular do time campeão da cidade de Patos de Minas no mesmo ano.

E. C. São Vicente
No final de 1965, Eustáquio retornou ao Mamoré para a disputa do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão de 1966.

Com a mudança para Brasília, no ano de 1967, para estudar e trabalhar, Eustáquio foi jogar no Mendes Atlético Clube, equipe da construtora Mendes Júnior. Lá, foi capitão, permanecendo até meados de 1968, quando a construtora desativou sua filial em Brasília e por consequência o time foi extinto.

No segundo semestre de 1968, Eustáquio se transferiu para o Clube Atlético Colombo, do Núcleo Bandeirante-DF, onde ficou até o fim do campeonato.

Em 1969, foi para o Coenge Futebol Clube, equipe mantida pela Construtora Coenge e sediada na cidade satélite de Gama. Lá, atuou nos estaduais de 1969 e 1970.

Em pé: Pereira, Ferraz, Hugo, Mauro, Tatá e Eustáquio.
Agachados: Márcio, Divino, Noé, Marcos e Oscar
No Coenge, sagrou-se campeão do Distrito Federal em 1969, campeão do Troféu “Wilson de Andrade”, em homenagem ao ex-presidente da Federação Desportiva de Brasília, e vice-campeão do Torneio “Governador Hélio Prates da Silveira” em 1970.

Na ocasião, figurou nas famosas seleções da rodada escolhidas pela imprensa local.

Foi convocado ainda em 1969 e 1970 para a seleção do Gama que disputou o torneio de Seleções de Cidades Satélites, e para a seleção do Distrito Federal.

Já em 1971, quando foi aprovado no curso de Economia da UnB, ele passou a jogar só no time da universidade. Até 1974, foi capitão e volante do time, levantando vários troféus estudantis.
Em 1975, ao concluir a graduação, preferiu se dedicar integralmente a sua profissão, participando apenas de campeonatos de "peladas”.

Voltou para Patos de Minas em 1979. Na ocasião, sem mais jogar bola, virou professor e diretor universitário até ingressar na política em 1993, como secretário municipal de gestão. 

Em 2000, se lançou candidato à prefeitura de Patos de Minas. Largou a política em 2004, mas retornou em 2008, quando foi eleito vice-prefeito de sua cidade.

Com pós-graduação em administração rural, Eustáquio vive hoje em Patos de Minas, onde cuida de sua fazenda e atua no ramo da agropecuária leiteira. Em 2006 foi nomeado Coordenador de Desenvolvimento Profissional do CAPIT, DO SEST/SENAT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário