Total de visualizações de página

sábado, 31 de dezembro de 2016

GRANDES RESULTADOS DO FUTEBOL BRASILIENSE: Excursão do CEUB em 1975


Delegação do CEUB momentos antes do embarque

O Ceub Esporte Clube foi o primeiro time do Distrito Federal a excursionar por gramados do exterior. De 1º de maio a 13 de junho de 1975, fez um giro de 16 jogos pelos continentes africano e europeu, obtendo sete vitórias, dois empates e sete derrotas. Levou vantagem no saldo de gols, marcando 20 e sofrendo 19.
Depois de duas viagens frustradas pela falta de seriedade dos empresários José da Gama e Emílio Alonso, finalmente o Ceub conseguiu realizar o grande sonho de excursionar ao exterior. Levado pelo empresário Elias Zacour, o Ceub faturou 90 mil cruzeiros de cota.
Desacreditado inicialmente, o Ceub acabou por apresentar um futebol bem acima da expectativa, surpreendendo nos jogos em países de melhor tradição, como na Iugoslávia e Espanha.
Contando com uma equipe jovem – média de idade de 20 anos, a delegação de 20 jogadores foi assim composta: Paulo Victor e Déo, goleiros; Pedro Pradera, Fernandinho, Márcio, Emerson, Nenê e Cláudio Oliveira, zagueiros; Renê, Alencar, Péricles, Toninho e Xisté, meio de campo; Julinho, Humberto, Ivanir, Gilberto e Marco Antônio, atacantes. Toninho e Ivanir foram emprestados pelo Flamengo. O treinador foi João Avelino.
Foram quatro jogos no Marrocos, vencendo apenas um.
Recuperou-se na Argélia, quando empatou um jogo e venceu dois.
Na França, voltou a decepcionar, perdendo dois e vencendo um jogo.
Na Iugoslávia, o Ceub perdeu as duas primeiras partidas e empatou a terceira.
Foi na Espanha, entretanto, que o Ceub conquistou seus melhores resultados, vencendo ao Betis (no momento, 7º colocado no campeonato espanhol e invicto a 19 jogos em seu estádio), por 2 x 1, o La Coruña (2 x 0) e o Tenerife (2 x 0).

CEUB 2 x 0 LA CORUÑA
Data: 7 de junho de 1975
Local: Estádio Riazor, La Coruña
Árbitro: Carreira Abad
Gols: Péricles, 86 e Alencar, 89
Ceub: Paulo Vitor, Renê, Pedro Pradera, Emerson e Nenê; Alencar, Péricles e Xisté (Gilbertinho); Julinho, Ivanir e Toninho (Moreirinha).
La Coruña: Cañedo (Seoane), Pardo, Canario e Belló; Luís (Piña) e Vales (Rivas); Piño (Juan Carlos), García, Castro (Seijas), Muñoz e Rabadeira.

CEUB 2 x 1 BETIS
Data: 10 de junho de 1975
Local: Estádio Benito Villamarín, em Sevilha.
Árbitro: o local Gallardo
O Ceub jogou com Paulo Victor, Renê, Pedro Pradera, Emerson e Nenê; Alencar, Péricles e Xisté (Gilbertinho); Julinho, Ivanir e Toninho (Moreirinha).
Betis: Esnaola (Garcia Fernández), Bizcocho, Iglesias (Orúe) e Biosca; Cobo Kramer (Lobato); Alabanda, Cardeñosa, Mamelli (Rogélio), Ladinszki e Anzarda.

Alencar abriu o marcador aos 14 minutos do primeiro tempo. No começo do segundo, Emerson cometeu pênalti em Cobo Kramer, que Rogélio converteu para o Betis. O gol da vitória do Ceub foi marcado no minuto final, através de Péricles.
Segundo o jornal espanhol ABC, os melhores jogadores do Ceub foram o goleiro Paulo Victor e o armador Péricles.

Encerrando a excursão, no dia 13 de junho de 1975 o Ceub foi até Tenerife e venceu o clube local do mesmo nome por 2 x 0.

Nenhum comentário:

Postar um comentário