Total de visualizações de página

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

AS DECISÕES: O GAMA É CAMPEÃO BRASILEIRO DA SÉRIE B EM 1998




Hoje está completando 18 anos da conquista pelo Gama do Campeonato Brasileiro da Série B.
No dia 20 de dezembro de 1998, o Gama tornou-se o primeiro time do DF a conquistar uma competição de âmbito nacional, ao sagrar-se campeão brasileiro da Série B.
Pela primeira vez na história de Brasília um time do DF lotou o estádio Mané Garrincha, com mais de 44.000 pessoas.
Depois de ser eliminado na primeira fase em 1996 e avançar até a penúltima em 1997, o Gama começou a Série B de 1998 desacreditado. Com três derrotas e um empate nas quatro primeiras rodadas, o técnico Orlando Pereira, o Lelé, caiu. Com Vagner Benazzi no cargo uma guinada radical: o Gama fugiu da degola até o título. 
O mérito aumenta ainda mais quando se lembra que a base do Gama de 1998 era quase toda formada em casa. Dos 26 campeões, 13 foram criados no futebol brasiliense: os laterais Paulo Henrique, Rochinha e Jacó; os zagueiros Jairo, Gerson, Nen e Adriano; os volantes Deda, Humberto e Kabila; o meia Ésio; e os atacantes Romualdo e Robertinho. A estrela foi o meia Rodrigo, artilheiro da campanha, com oito gols.
O Gama chegou a brigar para não cair na primeira fase, quando se classificou com os mesmos pontos do Bahia, e com um gol de saldo a mais. Conseguiu eliminar o favorito Clube do Remo na fase de playoffs ao golear o clube paraense, em casa, por 4 x 1, foi primeiro colocado de seu grupo na Terceira Fase e chegou ao quadrangular final com justiça.
A equipe tinha uma defesa sólida, entrosada. Paulo Henrique, Gérson, Jairo e Rochinha, com Deda ajudando na destruição e marcação.
Na última fase o Gama enfrentou Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), Desportiva (ES) e Londrina (PR). 
O Gama começou o quadrangular no dia 3 de dezembro de 1998, jogando no Estádio do Café, em Londrina, e conseguiu um bom empate por 0 x 0 com o time da casa. No outro jogo da Fase Final, Desportiva 1 x 1 Botafogo.
No segundo jogo, em casa (Bezerrão), no dia 6 de dezembro, o Gama não se aproveitou desse fato para somar três pontos: novo empate, desta vez por 2 x 2. O Botafogo passou a liderar depois de vencer o Londrina por 1 x 0 no dia seguinte.
A recuperação (e posteriormente o resultado determinante para lhe dar o título) veio justamente em cima do Botafogo, quando o Gama conseguiu uma excelente vitória por 2 x 1 fora de casa, em Ribeirão Preto. A Desportiva venceu o Londrina por 1 x 0 e também passou a ter, juntamente com o Gama, cinco pontos ganhos.
Na quarta rodada, no jogo de volta, no dia 13 de dezembro, o Gama novamente deixou escapar a chance de abrir distância na liderança, ao empatar com o Botafogo no Bezerrão, por 1 x 1. Foi beneficiado com a vitória do Londrina sobre a Desportiva e passou a ser líder isolado.
Na quinta e penúltima rodada, disputada no dia 17 de dezembro, o Gama devolveu o empate com a Desportiva em Vitória, por 2 x 2, e ficou melhor posicionado após o empate entre Londrina e Botafogo (0 x 0).
A última rodada colocava todos os times em condição de subir. A colocação de momento era Gama, em 1º, com sete pontos ganhos; Botafogo e Desportiva em segundo, ambos com seis, e o Londrina em quarto e último lugar, com cinco.
Ou seja, várias alternativas para apontar os dois clubes que subiriam para a Série A de 1999.
O jogo começou com o Gama partindo para cima do adversário. A torcida empurrava a equipe alviverde e os jogadores davam seu máximo. 
Aos sete minutos, um zagueiro do Londrina fez falta em Nei Bala, ao lado da área. Rodrigo foi para a cobrança. Cruzou para a segunda trave. Renato Martins escorou de cabeça e marcou o primeiro gol do Gama.
Delírio nas arquibancadas. O Gama estava subindo para a primeira divisão! 
O Gama continuou melhor no jogo e não demorou muito para fazer o segundo gol, aos 29 minutos, com William, depois de receber uma bola ajeitada por Rodrigo, soltou a bomba.
Enquanto isso o Botafogo goleava a Desportiva. Essa combinação de resultados dava o título ao Gama.
No segundo tempo, aos 33 minutos, Nei Bala recebeu lançamento pela esquerda do Gama, avançou e tentou o cruzamento para a área. A bola foi em direção ao gol, surpreendendo o goleiro Renato, do Londrina, que falhou de forma incrível. Estava decretada a vitória do Gama e a sua passagem para a elite do futebol brasileiro.
A ficha técnica desse jogo foi a seguinte:

GAMA 3 x 0 LONDRINA
Data: 20.12.1998 
Local: Bezerrão, Gama (DF) 
Árbitro: Jorge Rabelo (RJ)
Gols: Renato Martins, 7; William, 29 e Nei Bala, 78
GAMA: Marcelo Cruz, Paulo Henrique, Gerson (Adriano), Jairo e Rochinha; Deda, Kabila, William e Rodrigo; Nei Bala (Robertinho) e Renato Martins (Romualdo). Técnico: Vagner Benazzi.
LONDRINA: Renato, Valder, Ivanildo, Carlos Alberto (Gilmar Nass) e Marcelo (Adoilson); Renan, Marquinhos Capixaba (Alemão), Wagner e Luís Carlos; Mauro e Alaor. Técnico: Varlei de Carvalho.

Os melhores momentos desse feito podem ser conferidos no link abaixo:


Amanhã tem mais sobre o Gama campeão brasileiro de 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário