Total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

AS DECISÕES: Campeonato Brasiliense de 2007




O campeonato brasiliense de 2007 foi decidido com três rodadas de antecipação.
Na noite de 13 de abril de 2007, no estádio Mané Garrincha, o Gama venceu o Ceilândia por 3 x 2 e colocou o adversário na quarta colocação (o Ceilândia era o único que ainda podia alcançar a primeira colocação, desde que vencesse esse jogo e os dois próximos, além de torcer por tropeços do Brasiliense).

GAMA 3 x 2 CEILÂNDIA 
Data: 13.04.2007 
Local: Mané Garrincha, Brasília (DF) 
Árbitro: Anselmo da Costa (SP) 
Renda: R$ 2.835,00 
Público: 497 pagantes 
Expulsões: Ricardo Araújo e Neto Potiguar, do Gama
Gols: Sérgio Manoel, 4; Berg, 53; André Borges, 60; Rodrigo Ninja, 70 e André Borges, 75. 
GAMA: Juninho, Ciro, Augusto (Dendel) e Cléber Carioca; Márcio Goiano, Ricardo Araújo, Marcelo Uberaba, Valdeir (Alexandre Fávaro) e Rodrigo Ninja; Neto Potiguar e André Borges (Valdir Tubarão). Técnico: Wladimir Araújo. 
CEILÂNDIA: Donizeti, Bruno, Gino, Ítalo (Anderson) e Sérgio Manoel; Leandro Leite, Didão, Cadu (Robinho), Gil Baiano (Luiz Fernando) e Geovane Monteiro; Berg. Técnico: Mauro Fernandes.

Adrianinho
Com o título assegurado, o Brasiliense pôde comemorar o tetracampeonato do DF dois dias depois, em Unaí (MG).
O Brasiliense manteve a invencibilidade e chegou aos trinta pontos ao golear os anfitriões por 3 x 0, no estádio Urbano Adjuto.
A conquista com três rodadas de antecipação fez com que o técnico Roberto Fernandes aproveitasse para poupar titulares do Brasiliense para o duelo de ida contra o Cruzeiro, no Mineirão, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.
O Unaí começou a partida com o objetivo de estragar a festa dos visitantes. Logo aos 13 minutos, Rogerinho quase abriu o placar, após um bom chute que carimbou a trave.
Depois do susto inicial, o Unaí não conseguiu ameaçar o Brasiliense. Assim, aos 32 minutos, o Brasiliense conseguiu abrir o placar. Maia avançou pelo lado esquerdo da defesa do Unaí e cruzou na medida para Adrianinho cabecear e tirar o zero do marcador.
No segundo tempo, o Unaí pouco incomodou o tetracampeão Brasiliense. Aos nove minutos, Maia tocou para Rafael Toledo, que da entrada da área acertou um belo chute no ângulo e marcou o segundo gol do Brasiliense.
O Brasiliense permaneceu no ataque e aos 27 minutos acertou a trave do goleiro Stive, depois de um chute de Ademar.
O terceiro gol veio dois minutos depois, com Adrianinho cobrando falta com perfeição no canto esquerdo do goleiro do Unaí.

UNAÍ 0 x 3 BRASILIENSE 
Data: 15.04.2007 
Local: Urbano Adjuto, Unaí (MG) 
Árbitro: Élcio Paschoal Borborema (SP) 
Renda: R$ 3.512,00 
Público: 439 pagantes 
Gols: Adrianinho, 32; Rafael Toledo, 54 e Adrianinho, 74 
UNAÍ: Stive, Wemerson, Fabrício, Roberto e Anderson (Anderson Mineiro); Daniel, Alexsandro (Paulão), Danilo e Kleberson (Paulinho); Bispo e Rogerinho. Técnico: Mozair Barbosa. 
BRASILIENSE: Guto, Rafael Toledo, Ailson, Padovani e Ademar; Coquinho (Valmir), Agenor (Carlos Alberto) e Adrianinho; Maia, Jonhes e Catatau (Thiago Félix). Técnico: Roberto Fernandes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário