Total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

AS DECISÕES: Torneio da Prefeitura do Distrito Federal - Taça “Embaixador Sette Câmara” - 1962




O Torneio da Prefeitura do Distrito Federal, Taça "Embaixador Sette Câmara", foi disputado de 11 de março a 20 de maio de 1962 e contou com a participação de seis equipes: Defelê, Guanabara, Guará, Nacional, Planalto e Rabello.

Dentre as resoluções tomadas pelas associações participantes, algumas chamavam a atenção: 1. Permitir que tomem parte do torneio atletas em experiência, apenas com registro provisório e exame médico; 2. Fixar a inclusão de atletas para experiência até a terceira rodada; 3. Não permitir a inclusão de novos atletas após a terceira rodada; 4. Permitir três substituições por jogo, inclusive o goleiro; 5. Aprovar o campo neutro para todas as partidas e 6. Aprovar duas partidas por domingo, sendo uma na Asa Sul e a outra na Asa Norte.

O Rabello sagrou-se campeão do Torneio da Prefeitura do Distrito Federal, Taça "Embaixador Sette Câmara", ao aplicar uma goleada em seu maior rival, o Defelê, por 5 x 0. O jogo foi realizado no dia 20 de maio de 1962, no Estádio Aristóteles Góes e teve como árbitro Josué Costa Araújo. A renda foi de CR$ 48.600,00. 
O resultado foi surpreendente. As torcidas esperavam rendimento excepcional dos seus conjuntos. Havia quase certeza de um grande jogo, considerando não só a posição dos dois conjuntos até então (as duas equipes estavam em igualdade de condições na tábua de classificação, sem pontos perdidos), como também os valores individuais que cada um possuía em suas linhas, prevendo-se um jogo sem favoritismo para qualquer dos lados.

Alaor Capella
Os gols foram marcados por Gavião (contra), Nicotina, Joãozinho Léo e Alaor Capella. O Rabello jogou com Gaguinho, Délio e Leocádio; Calado, Bimba e Enes; Nicotina, Alaor Capella, Léo, Joãozinho (Alaor) e Arnaldo. O Defelê com Matil, Zé Paulo (Humberto) e Gavião; Oswaldo (Wilson), Matarazzo e Sérgio (Invasão); Ramiro, Ely, Leônidas, Fino e Raimundinho.

O Rabello terminou o torneio com o melhor ataque da competição (14 gols), com a melhor defesa (sem sofrer gols) e ainda teve os dois artilheiros da competição, Léo e Joãozinho, ambos com três gols cada um. Os demais gols foram marcados por França, Alaor Capella e Nicotina, dois cada um, e Arnaldo, um. 

Além disso, o Rabello foi a única equipe a não ter um jogador expulso de campo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário