Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de agosto de 2016

# PASSARAM POR AQUI: Souza (Ferrugem)



Elierce Barbosa de Souza, mais conhecido como Souza, nasceu no dia 8 de março de 1988, em Posse, cidade goiana de 35 mil habitantes a 321 km de Brasília.
Souza começou sua carreira no futebol do Distrito Federal, ainda com o apelido de Ferrugem. Em 2007, teve uma passagem pelo Ceilandense, na Segunda Divisão do DF. Sua estreia aconteceu no dia 25 de agosto de 2007, na derrota do Ceilandense para o Capital, por 1 x 0, no Abadião. Seu primeiro gol só veio muito tempo depois, no dia 10 de outubro de 2007, na vitória de 2 x 0 sobre o Renovo. Foi também sua última partida com a camisa do Ceilandense.
Apesar do Ceilandense ter terminado o campeonato na quinta colocação, o futebol de Souza chamou a atenção do Brasília, que o contratou para disputar o campeonato brasiliense da Terceira Divisão no mesmo ano.
Mesmo perdendo a final para o Santa Maria, no dia 2 de dezembro de 2007, o Brasília garantiu uma vaga na Segunda Divisão de 2008.
Mas também foi um período em que Souza enfrentou diversas dificuldades, como conviver com a fome, sem receber salários, chegando algumas vezes a ir para o treino sem tomar o café da manhã, por não ter o que comer. Pensou em deixar o sonho de ser jogador de lado, e por uma época o fez. Deixou o futebol de lado e voltou para Posse, sua cidade natal, para trabalhar como servente de pedreiro.
Foi aí que surgiu o convite do Dom Pedro II para Souza disputar o campeonato brasiliense da Primeira Divisão de 2008. Seu primeiro jogo com a camisa do Dom Pedro II foi em 27 de janeiro de 2008, na Metropolitana, na derrota de 2 x 1 para o Brasiliense. No total, foram doze jogos e um gol marcado, o suficiente para Souza se destacar e ser apontado por muitos como o melhor volante do campeonato brasiliense daquele ano.
Souza chegou a ser anunciado como reforço do Gama para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2008. Treinou no clube por apenas um dia. Desapareceu do clube e decidiu assinar com o Palmeiras, de São Paulo. Ficou um tempo no Palmeiras B e foi emprestado à Ponte Preta e São Caetano.

Pouco tempo depois, Souza foi promovido por Wanderley Luxemburgo ao time principal do Palmeiras, para suprir a falta de volantes no plantel principal, quando Edmilson e Sandro Silva se machucaram. Ganhou a primeira chance como titular simplesmente em um jogo da Taça Libertadores, fora de casa, na vitória palmeirense sobre o Colo-Colo por 1 x 0, no dia 29 de abril de 2009, em Santiago (Chile). E se saiu bem. Depois, Luxemburgo foi embora, Muricy Ramalho chegou e o volante se firmou na equipe principal mostrando qualidades.
Elogios do técnico Muricy: “A movimentação dele é bastante dinâmica. Além de marcar muito, ele sai para o jogo. E apesar de ser jovem tem uma estrutura aeróbica muito forte”, comentou o treinador.
Em dezembro de 2011, o Palmeiras acertou seu empréstimo ao Náutico, de Recife (PE), até o fim de 2012. Souza caiu nas graças da torcida com gols e passes importantes, tendo se tornado um jogador chave no esquema do time que disputou o Campeonato Brasileiro de 2012. Fez parte da Seleção do Campeonato Pernambucano de 2012.
Retornou ao Palmeiras para a temporada de 2013. Em junho desse mesmo ano, foi emprestado ao Cruzeiro, que cedeu o jogador Ananias ao Palmeiras.
Ajudou o Cruzeiro a se sagrar campeão brasileiro de 2013, atuando em alguns jogos e marcando dois gols, e campeão mineiro de 2014.
Em junho de 2014 acertou com o Santos um empréstimo de um ano, para a disputa do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.
Em janeiro de 2015, acertou sua ida para o Bahia, por empréstimo, para a disputa dessa temporada. Foi fundamental na boa campanha do Bahia no primeiro semestre, com a conquista do campeonato baiano e o vice-campeonato da Copa do Nordeste. Caiu de rendimento no meio da temporada e terminou a Série B do Campeonato Brasileiro no banco de reservas. Ao todo, Souza disputou 50 jogos e marcou dez gols defendendo o Bahia. 
No dia 12 de abril de 2015 marcou, pela primeira vez em sua carreira, três gols no jogo contra o Sport Recife, que garantiu o time baiano na final da Copa do Nordeste, sendo esses seus primeiros gols com a camisa do Bahia. Fez parte da “seleção da Copa do Nordeste” e do Campeonato Baiano de 2015.


Após ser devolvido para o Cruzeiro, Souza foi novamente emprestado, desta vez para o Cerezo Osaka, da Segunda Divisão do Japão, para onde embarcou em 10 de janeiro de 2016 e se encontra até hoje.
Totalmente adaptado ao futebol japonês, Souza tem se destacado nas partidas que já fez, dando bons passes para os companheiros e também fazendo gols. No dia 3 de abril, Souza anotou os dois gols da vitória da sua equipe sobre o JEF United Chiba. Após 20 jogos, o Cerezo Osaka era o segundo colocado na tábua de classificação, com 40 pontos ganhos, dois a menos que o líder Consadole Sapporo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário