Total de visualizações de página

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

A BOLA JÁ ROLAVA EM BRASÍLIA ANTES DE SUA INAUGURAÇÃO





Ficou acertada a visita do Atlético Goianiense à Nova Capital no dia 14 de setembro de 1958, ocasião em que os habitantes da nova sede do Governo Federal teriam oportunidade de ver o quadro do Atlético, detentor do último título de campeão da cidade de Goiânia.
Segundo a reportagem do Jornal de Notícias, o Guará elaborou uma lista de nomes para ser escolhido por votação qual seria o seu adversário nesse dia.
Feita a apuração dos votos, ganhou o Atlético Goianiense, evidenciando ser realmente o clube que possuía maior torcida em Brasília. Em vista disso, a diretoria do Guará providenciou todos os detalhes a fim de que o clube mais simpático de Goiânia fosse tratado condignamente pelos esportistas de Brasília.
O Clube de Regatas Guará foi fundado em janeiro de 1957 e depois disso já tinha disputado vinte partidas, sofrendo apenas uma derrota, ocorrida na cidade mineira de Araguari. Essa regularidade credenciava o Guará a um triunfo sobre o Atlético.
Na equipe de Brasília figuravam destacados ases, embora ainda desconhecidos do público goianiense. Militava no plantel, entre outros, o meia esquerda Maia, um dos craques mais disciplinados do futebol brasileiro, que mereceu por isso o cobiçado prêmio “Belfort Duarte”. Maia disputou 23 partidas internacionais quando da memorável excursão do selecionado brasileiro do Departamento Autônomo pelos gramados da Europa, em 1957.
Além de Maia, vários outros craques procedentes do interior mineiro, figuravam na equipe do Guará.
Para abrilhantar a solenidade, o senhor Geraldo Starling Soares, presidente do Conselho Nacional de Desportos, deu o pontapé inicial do encontro, numa demonstração de prestígio ao futebol que começava a dominar os habitantes da Capital Federal.
A Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em cadeia com a Nacional de Brasília, irradiou o encontro.
A firma Nogueira S. A. Comércio e Indústria, com sede em Goiânia, ofereceu para o vencedor do jogo um rico troféu o qual tinha o nome de Taça Internacional.
O treinador do Guará era Rubens Porfírio (irmão do general Porfírio da Paz, vice-governador de São Paulo).
No livro “Arquivos do Futebol Goiano”, de João Batista Alves Filho, encontra-se a referência ao primeiro jogo entre clubes de Brasília e de Goiás.
Eis a ficha desse jogo:
Guará 0 x 1 Atlético Goianiense
Data: 14 de setembro de 1958
Local: Estádio “Israel Pinheiro”, em Brasília
Motivo: Amistoso
Árbitro: Cacildo Ávila de Souza, de Goiânia
Renda: não houve; jogo efetuado com portões abertos.
Gol: Ribamar, aos 41 minutos
GUARÁ: Bosco, Zuca e Duque; Sabará, Marambaia e Homero; Paulo (Chico), Dengoso (Bahia), Severo, Maia e Ditão.
ATLÉTICO GOIANIENSE: China, Rodrigues e Bebé; Jair, Alemão e Luisinho; Ribamar, Tobias, Fabinho, Epitácio e Edson.

Fonte: Jornal de Notícias - GO

Nenhum comentário:

Postar um comentário