Total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de março de 2017

AS DECISÕES: Segunda Divisão de 2007



A decisão do Campeonato Brasiliense da Segunda Divisão de 2007 começou com bastante equilíbrio, mas com o Legião levando mais perigo. Na primeira ida ao ataque, aos oito minutos, o atacante Chefe, do Brazlândia, recebeu a bola na intermediária, dominou e num belo chute acertou o ângulo superior esquerdo de Leandro Lopes, fazendo um belo gol: Brazlândia 1 x 0. 
Um minuto depois, Kim, cobrando falta, quase devolveu na mesma moeda. O goleiro Abraão buscou a bola no ângulo, belíssima defesa, evitando o que seria o gol de empate.
O jogo seguiu com amplo domínio do Legião, principalmente nas bolas alçadas na área adversária, mas a defesa do Brazlândia estava sempre bem postada. 
Aos 38 minutos depois, Chefe tabelou com Thiago Eciene, que recebeu na área, dominou e fuzilou no canto esquerdo de Leandro Lopes, ampliando o placar para o Brazlândia: 2 x 0. 
Na melhor chance do Legião, aos 40, Kim colocou Tozim na cara do gol, mas Abraão, o grande nome da primeira etapa de jogo, fez grande defesa. 
Veio o segundo tempo e o jogo subiu muito de produção, com o Legião apertando o cerco do adversário. Aos quatro minutos, Kim cobrou escanteio e Tozim, de cabeça, quase diminui o placar. Cinco minutos depois, Augusto cobrou falta da intermediária, e Leandro Lopes foi buscar no canto esquerdo colocando para escanteio.
Aos 17, Kim emendou um belo chute de fora da área, quase acertando o ângulo superior esquerdo de Abraão. Nove minutos depois, numa triangulação na área do Brazlândia, Éder foi derrubado: penalidade máxima. Na cobrança, André Borges, que acabara de entrar, bateu com categoria, bola de um lado e goleiro no outro: 2 x 1.
O árbitro Renato Acioli assinalou uma irregularidade no recuo de bola de Rochinha para o goleiro Leandro Lopes, aos 36 minutos. Em jogada ensaiada, Thiago Eciene, o zagueiro-artilheiro, cobrou a falta dentro da grande área e estufou as redes: Brazlândia 3 x 1.
Aos 38, Kim de fora da área chutou com precisão, mas a bola carimbou o poste direito de Abraão. Dois minutos depois, começou uma grande confusão. Zé Ricarte perdeu a cabeça e acertou uma cotovelada no rosto de Maninho, recebendo cartão vermelho pela agressão. Daí em diante a briga foi generalizada, havendo mais três expulsões na sequência. Pelo lado do Legião, o goleiro Leandro Lopes, e do Brazlândia, o meio-campo Daniel. Como o técnico Reinaldo Gueldini já havia feito as três substituições, o zagueiro Perivaldo teve que ir para o gol do Legião.
Aos 48 minutos, Edicarlos fez fila na zaga do Legião, que já estava desarrumada e colocou a bola no canto direito de Perivaldo: Brazlândia 4 x 1. Dois minutos depois, pênalti a favor do Legião. Kim (que ficou com o troféu de artilheiro da competição) cobrou com categoria e diminuiu o marcador, 4 x 2.
Na saída de bola após o gol do Legião, Maninho arriscou um chute do meio de campo, e quase marcou. Final de jogo, Brazlândia, campeão da Segundona, e Legião vice-campeão. Ambas equipes já estavam com vagas garantidas na elite do futebol brasiliense em 2008.

A ficha técnica do jogo foi a seguinte:

LEGIÃO 2 x 4 BRAZLÂNDIA
Data: 28 de outubro de 2007
Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Renato Acioli (DF)
Renda: R$ 10.570,00
Público: 3.912 pagantes
Expulsões: Leandro Lopes e Zé Ricarte, do Legião, e Daniel, do Brazlândia
Gols: Chefe, 8; Thiago Eciene, 38; André Borges (pênalti), 71; Thiago Eciene, 81; Edicarlos, 90+3 e Kim (pênalti), 90+5
LEGIÃO: Leandro Lopes (Perivaldo), Romarinho, Ícaro, Perivaldo e Rochinha; Zé Ricarte, Leiz (Éder), Kim e Marcelinho; Joãozinho (Índio) e Tozim (André Borges). Técnico: Reinaldo Gueldini.
BRAZLÂNDIA: Abraão, Renato, Piu, Thiago Eciene e Augusto; Welton, Gabriel (Liusson), Maninho e Daniel; Aquiles (Bigu) e Chefe. Técnico: Sílvio de Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário