Total de visualizações de página

sábado, 30 de julho de 2016

HÁ 40 ANOS NO FUTEBOL BRASILIENSE: O FIM DO CEUB



Fora do Campeonato Brasileiro, o Ceub decidiu, no dia 30 de julho de 1976, em reunião presidida por Adilson Peres, abandonar o campeonato de futebol de Brasília. Manteria apenas um time de amadores, formado por juvenis e alguns dos atuais não profissionais, para disputar amistosos e o campeonato juvenil.
Ainda revoltado com a atitude da CBD, o presidente do Ceub afirmou em entrevista ao jornal O Globo:
- Nossa folha de pagamentos é de Cr$ 120 mil e não será com promessas e disputando o campeonato local que teremos condições de saldá-la no fim de cada mês. Infelizmente, não nos resta outra saída, depois que a CBD deixou o futebol brasiliense fora do Brasileiro.
O ponta-direita Gilbertinho e o zagueiro Cláudio Oliveira foram cedidos por empréstimo, no mesmo dia, ao América mineiro. Xisté e Alencar estavam para ser negociados para o América, de Natal (RN), enquanto o lateral-esquerdo Nonoca, o goleiro Paulo Victor e o ponta-direita Lucas deveriam ir para o futebol goiano.
Posteriormente, aconteceria a Assembleia Geral que decidiu pela desfiliação do Ceub, por violação do Art. 74 dos estatutos da FMF, Parágrafo Único, letra "g": "rebeldia ostensiva às normas, estatutos e leis da Federação".
Para fechar a tampa do caixão, a Federação tornou sem efeito a publicação no Boletim Oficial que proclamou o Ceub como campeão da Taça Brasília e do 2º turno, tendo em vista o pedido do referido clube de afastamento do campeonato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário