Total de visualizações de página

domingo, 31 de julho de 2016

CEILÂNDIA PASSA PARA A TERCEIRA FASE


O Ceilândia venceu a Aparecidense-GO, por 2 x 1, e garantiu presença na Terceira Fase (oitavas-de-final) do Campeonato Brasileiro da Série D, quando estará enfrentando o Fluminense, de Feira de Santana (BA). O primeiro jogo será em Feira de Santana, no dia 14 de agosto, e o segundo, uma semana depois no Abadião.

Como era de se esperar, o jogo de ontem à tarde, no estádio Abadião, foi tenso, principalmente para o Ceilândia, que entrou em campo sabendo que não poderia levar gols, o que o obrigaria a ter que vencer a partida, eis que no jogo de ida aconteceu empate em 0 x 0.

O primeiro tempo terminou sem gols, o que aumentou ainda mais a tensão.
Logo no início do segundo tempo, aos sete minutos, Clécio abriu o placar para o Ceilândia. Com esse gol, ficou descartada a possibilidade de desempate através da cobrança de pênaltis.
Não demorou para a Aparecidense empatar o jogo, através de Jarlan, cinco minutos depois do gol de Clécio. A situação, então, se reverteu a favor da Aparecidense, que estaria classificada pelo critério de “maior número de gols assinalados no campo do adversário”.

Badhuga
Mas o Ceilândia soube reagir pouco tempo depois, aos 18 minutos, quando o zagueiro Badhuga marcou o gol de desempate.
A partir desse gol, a partida passou a ser disputada sob muito nervosismo. O árbitro João Batista de Arruda, do Rio de Janeiro, precisou distribuir vários cartões para acalmar os ânimos. Foram sete no total, sendo quatro para jogadores do Ceilândia e três para a Aparecidense.
Aos 31 minutos, o zagueiro Wallinson, da Aparecidense, foi expulso, fato que tranquilizou um pouco mais a equipe do Ceilândia, que passou a jogar com um homem a mais.
O placar de 2 x 1 permaneceu até o final e deu a classificação para o Ceilândia.
O Ceilândia se classificou para a Terceira Fase da competição com a seguinte formação: Artur, Gabriel (Formiga), Wallace, Badhuga e Elivelto; Didão, Baiano, Clécio, Willian (Vitão) e Filipe Cirne (Kabrine); Gilvan. Técnico: Adelson de Almeida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário