Total de visualizações de página

sábado, 15 de outubro de 2016

A PRIMEIRA VEZ A GENTE NÃO ESQUECE: Bandeirante



A cidade do Núcleo Bandeirante ficou sem representantes no Campeonato Brasiliense da Primeira Divisão entre os anos de 1981 e 1993.
Para suprir essa ausência, foi fundado em 15 de outubro de 1994 a Associação Desportiva Comercial Bandeirante, após fusão de dois antigos times da cidade, que estavam inativos: a Associação Desportiva Bandeirante e a Associação Desportiva Comercial.
Começou a jogar com o nome fantasia de Comercial e depois passou a Bandeirante.

O PRIMEIRO JOGO OFICIAL

TIRADENTES 1 x 0 COMERCIAL 
Data: 30.04.1994
Local: Serejão 
Árbitro: Paulo César de Sena
Expulsão: Pinha, do Comercial
Gol: Kedmo, 62
TIRADENTES: Capucho, Emerson, Adson, Wilton e Moreira; Valtinho, Marquinhos Brazlândia e Júlio César (Henrique); Carlinhos (Ivan), Kedmo e Raildo. Técnico: Nilson Ramos Siqueira.
COMERCIAL: Acácio, Gibi, Pintinho, Demé e Kleber; Carlinhos (Paulo Augusto), Vavá e Uel; Paulinho, César (Pinha) e Washington. Técnico: Francisco das Chagas Sobrinho (Potiguar).

A PRIMEIRA VITÓRIA

COMERCIAL 1 x 0 SOBRADINHO 
Data: 31.07.1994 
Local: Augustinho Lima 
Árbitro: Brasil Gadelha 
Gol: Demé, 76
COMERCIAL: Magela, Bartolomeu (Silvano), Demé, Luciano e Ronaldo (Paulo Augusto); Edilson, Pintinho e Vavá; João Preá, Gilson e Washington. Técnico: Francisco das Chagas Sobrinho (Potiguar).
SOBRADINHO: Anderson, Rildo, Aquino, Trajano e Dal; Michael, Filó e Dorival; Kito, Chiquinho e Dimba (Raimundinho). Técnico: José Antônio Furtado Leal.

A PRIMEIRA DECISÃO

Obs.: já com o nome de Bandeirante, ficou com o vice-campeonato.




GAMA 2 x 2 BANDEIRANTE 
Data: 27.07.2000 
Local: Bezerrão, Gama 
Árbitro: Paulo Renato Viana Coelho
Renda: R$ 16.503,00
Público: 16.203 pagantes
Expulsão: Bira, do Bandeirante
Gols: Evilásio, 14; Gerson, 22; Kabila, 60 e Duílio, 70; na prorrogação: Gama 0 x 0 Bandeirante
GAMA: Fernando, Paulo Henrique, Gerson, Nen e Rodriguinho; Deda, Kabila, Lindomar e Mário Zan (Ésio); Abimael (Marcelo França) e Romualdo. Técnico: Vagner Benazzi.
BANDEIRANTE: Alexandre, Viana (Duílio), Junior, Flávio e Ricardo (Roberto); Bira, Evilásio, Marquinhos Brazlândia e Júlio César; Jackson e Toni (Washington). Técnico: Eurípedes Bueno.

PRIMEIRO (e único) JOGADOR DO BANDEIRANTE A TORNAR-SE ARTILHEIRO DO CAMPEONATO BRASILIENSE


Nesse mesmo ano de 2000, Jackson (foto) marcou nove gols e dividiu a artilharia do campeonato com Alysson, do Brasília.

PRIMEIRO JOGO NUMA COMPETIÇÃO NACIONAL
Obs.: válido pelo Campeonato Brasileiro de 2000 (Copa João Havelange - Módulo Amarelo)



ANAPOLINA 1 x 1 BANDEIRANTE
Data: 09.08.2000
Local: Jonas Duarte, Anápolis (GO)
Árbitro: Paulo Sérgio Salmázio (MS)
Renda: R$ 3.778,00
Público: 1.098 pagantes
Gols: Evilásio, 17 e Rogerinho, 21
ANAPOLINA: Ernandes, Du, Leandro, Leonardo (Géder) e Carlos Eduardo; De Paula, Anderson, Bobby (Robertinho) e Alencar (Maninho); Rogerinho e Leonardo Goiano. Técnico: Vica.
BANDEIRANTE: André, Márcio Franco, Junior, Flávio Santos e Júlio César; Bira, Aristides, Marquinhos Brazlândia e Evilásio; Duílio (Alessandro) e Cassius (Marquinhos Bahia). Técnico: Déo de Carvalho.

PRIMEIRA VITÓRIA NUMA COMPETIÇÃO NACIONAL

FORTALEZA 1 x 2 BANDEIRANTE
Data: 30.08.2000
Local: Presidente Vargas, Fortaleza (CE)
Árbitro: Lourival Dias Lima
Gols: Rogers, 22 e Mário Zan, 38 e 40
FORTALEZA: Maisena, Dudi (Eron), Augusto, Denilson e Ivan (Junior); Pires, Daniel Frasson, Rogers e Bechara; Baíca (Carlinhos) e Clodoaldo. Técnico: Ferdinando Teixeira.
BANDEIRANTE: Alexandre, Bruno, Junior, Flávio Santos e Hernandes (Washington); Duílio, Mozer, Rincón e Marquinhos Brazlândia; Mário Zan (Jiló) e Rodrigão. Técnico: Déo de Carvalho.



Novo escudo, a partir de 2009


Nenhum comentário:

Postar um comentário