Total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

GRANDES RESULTADOS DO FUTEBOL BRASILIENSE: Tiradentes surpreende Coritiba no Couto Pereira - 1994



Sem chances de passar à segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série B de 1994, o Tiradentes enfrentou o Coritiba no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense, no dia 27 de agosto.
No primeiro encontro entre os dois times, no dia 16 de agosto, havia acontecido a vitória dos paranaenses por 2 x 1, num jogo marcado pelos incidentes que provocaram a punição do Tiradentes com a perda do mando de campo por cinco jogos. A punição ao Tiradentes decorreu da tentativa de agressão ao árbitro Marques Dias da Fonseca, no Serejão. A Comissão Disciplinar da CBF suspendeu por 420 dias o presidente do Tiradentes, Coronel Léo Costa, que de acordo com a súmula do jogo, foi o maior incentivador da invasão ao vestiário do árbitro, inclusive tendo disparado um tiro. Precisou da intervenção do supervisor do Tiradentes, Roberval de Paula Teixeira, tornando possível a saída de forma ilesa do árbitro.
O técnico Mozair Barbosa mandou a campo sete jogadores recém-contratados pela diretoria do Tiradentes na esperança de recuperar os pontos perdidos em casa no início da competição.
Das quatro partidas disputadas até esse jogo, o time brasiliense perdeu todas: 3 x 0 para o Juventude-RS, 2 x 0 para o Mogi Mirim, 2 x 1 para o Coritiba e 3 x 0 para o Mogi Mirim.
Começado o jogo, o Coritiba partiu com tudo para cima do Tiradentes.
Numa jogada isolada, aos 14 minutos, o Tiradentes marcou o gol. Rogerinho pegou a bola no círculo do meio de campo, seguiu em direção ao gol do Coritiba sem sofrer marcação. Chegando na entrada da área, acertou um belo chute e venceu Sadi.
Daí em diante foi um sufoco para cima do Tiradentes, o que se viu foi uma forte pressão do Coritiba em busca do gol. 
Depois que o Tiradentes teve dois jogadores expulsos, Amaral e Jackson, o técnico Mozair Barbosa orientou seu time para ficar todo na defesa, alguns dentro da área e outros na frente dela.
Foram bolas na trave, gols perdidos após o drible no goleiro e o Coritiba não conseguiu empatar.
Para se ter uma ideia da pressão do Coritiba em todo o jogo, o preparador físico, Altair Siqueira, gostava de fazer “scout” dos jogos do Tiradentes. Segundo essas anotações, foram 33 escanteios a favor do Coritiba!
A ficha técnica desse jogo foi a seguinte:

CORITIBA 0 x 1 TIRADENTES
Data: 27 de agosto de 1994 
Local: Couto Pereira, Curitiba (PR) 
Árbitro: Luiz Orlando de Souza (SC)
Renda: R$ 15.788,00
Público: 3.382 pagantes
Expulsões: Amaral e Jackson, do Tiradentes
Gol: Rogerinho, 14
CORITIBA: Sadi, Balu, Vladimir, Paulo César e Claudiomiro; Arruda (Edivaldo), Daniel e Jorginho; Jetson, Toni e Pachequinho. Técnico: Otacílio Gonçalves.
TIRADENTES: Sílvio, Wallace, Emerson, Elton e Augusto; Evilásio, Amaral, Marcos César (Aelson) e Rogerinho (Luís Fernando); Jackson e Edvan. Técnico: Mozair Barbosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário